Reivindicações do campo serão levadas aos presidenciáveis

Um encontro de produtores rurais e autoridades políticas, realizado nos dias 24 e 25 de janeiro em São Miguel das Missões e transmitido ao vivo por uma cadeia de 14 emissoras de rádio de todo o Rio Grande do Sul, marcou a elaboração de um documento com reivindicações do campo e da classe produtora para ser entregue a todos os pré-candidatos à presidência da República. O presidente do Sindicato Rural de São Gabriel e vice-presidente da Farsul, Tarso Teixeira, representou os produtores rurais de São Gabriel e dos municípios da Regional II da Farsul. Participaram também o produtor rural Jarbas Giuliani, ligado ao Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Santa Maria, e o jornalista Cláudio Moreira, assessor de comunicação do Sindicato Rural e da Câmara de Vereadores de São Gabriel.
O encontro, realizado no Tenondé Park Hotel em São Miguel das Missões, foi coordenado pelo Programa “A Voz do Campo”, apresentado pelo radialista Marcelo Brum e irradiado por 14 emissoras de rádio do Estado. “Não se trata de um encontro de federações ou entidades, mas de pessoas, de produtores interessados em participar deste processo”, ressaltou. O encontro reuniu lideranças como o prefeito de Tapera Irineu Orth (PP), o presidente da Associação de Suinocultores do RS Cláudio Foleto, o presidente do Sindicato Rural do Alegrete Pedro Píffero, o presidente do Sindicato Rural de Tapes Juarez Petry e diversos outros produtores. O documento organiza as reivindicações em seis eixos temáticos: Segurança Jurídica, Meio Ambiente, Logística, Processo Tecnológico, Política Agrícola e Responsabilidade Social. 
No encontro, Tarso Teixeira apresentou uma proposta de texto que acabou sendo aprovada como base do documento, que passará a receber mais contribuições de produtores rurais. “Aceitamos com muita honra o convite do radialista Marcelo Brum para este encontro. Entendemos que sua visão integradora de unir os produtores rurais em torno dessas causas, acima das bandeiras de entidades ou propósitos pessoais, é extremamente nobre, e este é o momento de nós sermos ouvidos”, salientou.

Comentários