Textículos do Mário Mércio

Mário Mércio
Colunista do blog

OS ESTUPROS
Pois o que é um gol? Um gol é um estupro. O prazer do gol é o prazer de ter estuprado o adversário, de ter metido a bola da gente no buraco dele contra a vontade dele. Uma partida de futebol é uma tentativa de estupro estilizada. Vai um time levando a bola, a bola tem de estar bem cheia, dura, vai o jogador ludibriando as tentativas de defesa, passando a bola no meio das pernas, o outro time faz tudo para evitar, fecha os buracos, todos lutando, não querem que a bola entre no lugar mais sagrado do seu time, aquele buraco guardado pelo goleiro, vem o chute potente, a bola vai, o goleiro se estira, inutilmente, a bola entra. Gol! O estupro aconteceu. Mas tem o outro lado....
MAS O VERDADEIRO ESTUPRO é a violência silenciosa que gera medo e vergonha nas mulheres que todo pais, até hoje foram registrados 50 mil e seiscentos casos, ou seja, correspondem a 26, 1 estupros por cada cem mil habitantes, E vem crescendo a cada ano, superando homicídios dolosos que ficou em 47 mil.
São dados assustadores e preocupantes e revelam a falta de segurança em nosso país. Estatisticamente sabemos que a noite quando milhares de mulheres voltam do trabalho são obrigadas a enfrentar ruas escuras e transportes públicos inseguros.
É um dano moral, por vezes irreversível e também econômico e social. Prejuízos psíquicos como depressão, gravidez indesejável e violenta, afastamento do trabalho e preconceito social são abomináveis.
A tal Lei Maria da Penha é muito bonita, mas precisa de investimento em Delegacias da Mulher bem equipadas com psicólogas, assistentes sociais e Casas de Abrigo e Proteção e uma legislação eficiente no combate contra este tipo de crime, sem perder de vista as políticas públicas de proteção às mulheres.
O que espanta nos dias de hoje, nos informa o sociólogo e psicanalista Jackson Buonocore é o fato de tudo isso acontecer em democracias modernas, na qual as mulheres deveriam ter acesso à educação, saúde, segurança, trabalho para que esse tipo de crime seja banido da sociedade.
E que as prisões tivessem uma ala própria para estes criminosos, que por certo são possuidores de desvios de conduta, e necessitam, como humanos, tratamento especializado, antes de serem postos em liberdade e reincidirem nos crimes, como se vê todo dia.

Comentários