Produtores planejam ato de desagravo a Luiz Carlos Heinze em São Gabriel

São Gabriel poderá ser sede de um encontro de produtores rurais, lideranças políticas e outros agentes da sociedade civil, em um ato de desagravo ao deputado federal Luiz Carlos Heinze (PP), alvo de críticas por conta de declarações recentes em uma audiência pública sobre demarcação de terras indígenas.



O deputado federal tem sido alvo de críticas na imprensa e nas redes sociais desde a divulgação do vídeo acima em que aparece um trecho de discurso, onde critica o secretário-geral da Presidência da República, ministro Gilberto Carvalho, por suas relações com grupos de pressão. “É lá que estão infiltrados os indígenas, quilombolas, gays e tudo o que não presta”, disse o parlamentar, que é alvo de pedidos de cassação de seu mandato parlamentar junto a Comissão de Ética da Câmara dos Deputados.
Tarso Teixeira ressalta que, após as agressões sofridas pelo deputado, cresceu a solidariedade a seu nome junto aos produtores rurais. “Quem conhece o deputado Heinze sabe que ele não é racista ou homofóbico. Ele se referiu não a estas minorias em geral, mas sim aos grupos e ONGs que alegam falar em seu nome, e usam estas populações como massa de manobra para angariar recursos federais e respaldo oficial do Palácio do Planalto”, assinalou. Produtores rurais, lideranças religiosas e outros representantes da sociedade civil de todo o Estado planejam um ato de solidariedade a Heinze, que pode ser realizado após o carnaval.
Teixeira afirma que o desagravo a Heinze é um reconhecimento à sua trajetória em defesa do agronegócio. “Heinze sempre foi um parlamentar ficha limpa, e que está sempre próximo de sua base, ouvindo os agricultores e pecuaristas de todo o Estado. O que nos estranha é que, apesar de sua crítica a estas organizações subservientes a interesses internacionais, o fato de o vídeo ter sido divulgado pelo Greenpeace parece não chocar ninguém”, assinala.

Comentários