São Gabriel receberá médico uruguaio para atuar na Saúde Básica da cidade

Médico Santiago Fernando de Leon de Agrela (à direita)
Um médico uruguaio vai reforçar o atendimento na Unidade Básica de Saúde Nosso Sonho, na zona sul da cidade, no Bairro Élbio Vargas. No local vai funcionar o Programa Estratégia Saúde da Família (ESF) a partir deste segundo trimestre de 2014. A Secretaria Municipal da Saúde confirmou o profissional Santiago Fernando de Leon de Agrela, já anunciado no site do Programa Mais Médicos. A UBS encontra-se atualmente em processo de reforma.
De acordo com o prefeito Roque Montagner a região a ser assistida é uma das mais carentes da cidade. O objetivo é garantir melhores condições de saúde para mais de 5 mil pessoas (de imediato), abrangendo a população dos bairros Dr. Dácio, Honório, Santa Regina, Gabrielense, Bela Vista, Santa Isabel e Élbio Vargas. Além do médico uruguaio, na sequência, São Gabriel ainda receberá mais dois profissionais de Cuba.
A região da Fronteira Oeste já dispõe do trabalho de 43 profissionais do programa, destinados ao atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o país. Além de São Gabriel, foram contemplados os municípios de Alegrete, Barra do Quarai, Itaqui, Quarai, Rosário do Sul, Santana do Livramento, São Borja e Uruguaiana. Os médicos do programa são diplomados fora do país, com nacionalidades cubana, uruguaia, mexicana, argentina, portuguesa e brasileira. No total, já são 449 médicos atuando no Rio Grande do Sul.
Entre as atividades iniciais, os profissionais participam de uma semana do acolhimento, quando o grupo recebe informações e tem palestras sobre o funcionamento da saúde pública no Rio Grande do Sul. Em seguida é realizada a capacitação sobre as políticas estaduais da Atenção Básica, Rede Cegonha, DST/Aids, Saúde Mental e equidades. Conforme previsto em lei, os médicos são selecionados para atuar no programa durante três anos. Nesse período, os profissionais formados no exterior terão registro profissional emitido pelo Ministério da Saúde, que lhes dará o direito de atuar exclusivamente na Atenção Básica das cidades a que forem designados, com acompanhamento de tutores e supervisores. Além disso, todos os profissionais fazem especialização em Atenção Básica, oferecida pela Universidade Aberta do SUS (Una-SUS) na modalidade de educação à distância.
O Mais Médicos está no terceiro ciclo no Rio Grande do Sul, e prevê ainda uma segunda etapa, com distribuição de 138 profissionais em diversas regiões. A previsão é de que estes novos médicos cheguem ao estado ainda no mês de março.

Comentários