Pré-Feira do Livro homenageará o poeta alegretense Rui Neves

Alegrete - Será no dia 05 de maio, segunda-feira, a partir das 19h, no Centro Cultural Adão Ortiz Houayek, o lançamento do período Pré-Feira, durante o qual serão desenvolvidas diversas atividades de divulgação da 35ª Feira do Livro de Alegrete.
Esta previsto no lançamento um recital de poemas de Rui Neves, um dos mais emblemáticos poetas alegretenses, que faleceu em 2014, e a apresentação da Revista Digital da Feira, que este ano tem como tema “Articulando Ações para uma Cidade Leitora” e como sub-tema “Quintana Vive”, alusivo aos 20 anos da morte do nosso poeta maior.
A 30 dias do evento, que acontecerá de 02 a 08 de junho, serão promovidas Bicicletadas de Palhaços, panfletagens, divulgação online, e visita aos meios de comunicação. A 35ª Feira do Livro de Alegrete terá como patrono o escritor e publicitário Luiz Coronel, e como escritor homenageado o alegretense Alexandre Alves. Estão confirmadas as palestras do sociólogo e jornalista Marcos Rolim e do mestre em Literatura Marcelo Rocha. Dezenove livreiros já garantiram seus espaços no evento.
Universidades - pela primeira vez, cinco universidades com atuação no município estarão participando da Feira do Livro. Com um espaço exclusivo, cada instituição de ensino desenvolverá programações distintas, alusivas ao rema e subtemas da Feira, além das apresentações institucionais das universidades. Confirmaram a participação a Urcamp, Unipampa, Instituto Federal Farroupilha, Uergs e Unopar.
Concurso de Crônicas - mais uma vez, acontecerá na Feira do Livro a entrega dos prêmios do Concurso de Crônicas Daniela Cunha, cujas inscrições encerram no dia 16 de maio. Podem participar alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio. As secretarias das escolas estão habilitadas para dar mais informações. As crônicas podem ser entregues no Centro Cultural, até as 18 horas.
Atrações - estão confirmados, entre outros, os espetáculos “Mira, Extraordinárias Diferenças, Sutis Igualdades”, show de bonecos livremente inspirados nas obras do artista plástico espanhol Joan Miró. São bonecos pesados, mas que têm uma leveza nos movimentos, apresentados pelo grupo De Pernas Pro Ar, da cidade de Canoas; e Flor do Pessegueiro, concebido e dirigido por Tulio Urach, reunindo no palco diferentes manifestações artísticas.