Greve do funcionalismo: "Se o funcionário parar, pára a Prefeitura", diz Maninho

O anúncio da paralisação do funcionalismo municipal objetivando melhores salários e plano de carreira está dando o que falar na cidade.
O assunto em questão foi antecipado na sessão da última segunda-feira, 2, quando o vereador e funcionário público Vagner Aloy (Maninho) se posicionou sobre o tema dando o parecer favorável a manifestação do funcionalismo.
"O funcionalismo tem que cobrar mesmo, pois só colocam CCs e não valorizam os funcionários que lá estão. Se o funcionário parar, pára a Prefeitura pois o prefeito não estando não para, mas se faltarem os funcionários para tudo. O plano de carreira foi promessa de campanha", declarou.
O pedetista ainda questionou a declaração de um secretário que disse que ia diminuir os CCs para atender as reivindicações do funcionalismo.
"Pelo contrário, só aumentam os CCs", finalizou.