Lideranças rurais reagem à agressão de vereador ao Sindicato Rural

Entidade convoca reunião sobre situação das estradas para o dia 25 

Em recente sessão plenária do Poder Legislativo, durante debate travado no Grande Expediente sobre a situação das estradas do interior, o vereador Cilon Lisoski (PR), da bancada da Situação, contestou proposta do vereador Paulo Sérgio Barros (PDT) sobre uma reunião no Sindicato Rural de São Gabriel para discutir o tema. Na ocasião, o vereador governista declarou que “o Sindicato Rural não faz nada nem nunca fez nada”. A declaração provocou forte reação de lideranças rurais, que destacaram o papel do Sindicato Rural na defesa da produção rural e do agronegócio, inclusive na questão da conservação das estradas. 
Para o presidente da Associação dos Arrozeiros, Paulo César Lederes, o Sindicato Rural sempre trabalhou pelas reivindicações dos produtores. “O Sindicato Rural sempre alertou para a necessidade de melhoria e conservação das estradas do interior, inclusive sendo autor de uma proposta que permitiria às turmas de funcionários da Secretaria de Transportes pernoitarem nas propriedades rurais com alimentação para dar melhor andamento nas obras de reparos, uma proposta que foi apresentada a este governo.” 
O presidente da Associação dos Sojicultores, Rodolfo Machado Gonçalves, ressalta que o Sindicato Rural liderou o diálogo com as autoridades públicas pela melhoria da conservação das estradas. “O município só tem experimentado esse progresso trazido pela soja, que é até manchete de jornais da capital, porque o Sindicato Rural se empenhou para reverter o zoneamento agrícola da soja, que proibia o cultivo da nossa região. Esse foi um trabalho liderado pelo Sindicato Rural em defesa não só dos produtores, mas de toda a comunidade”, afirma. 
O produtor rural Marco Aurélio Cunha, delegado do Sindicato Rural junto à Farsul, destacou a contribuição da entidade para a comunidade gabrielense como um todo. “Talvez o vereador não saiba que o Sindicato Rural capacita dezenas de trabalhadores todo ano através de cursos do SENAR, que oferece o Parque Assis Brasil para projetos sociais como os serviços de equoterapia da Pró-Down, e que exerceu um papel fundamental para atrair investimentos que geram emprego no município, como o próprio florestamento que ano que vem vai empregar mais de 250 pessoas em São Gabriel”, assinalou. Ressaltou que, na condição de vice-presidente do Sindicato Rural, já encaminhou manifestações ao prefeito Roque Montagner sobre a precariedade das estradas do interior. “Se perguntarem para o mais humilde trabalhador rural do interior, ele saberá dizer mais coisas boas que o Sindicato faz do que as que esse vereador já fez na sua atividade política”, afirmou. 
O presidente do Sindicato Rural, por sua vez, declarou que não irá contrapor as manifestações do vereador. “Toda a comunidade sabe o que o Sindicato Rural faz em favor do desenvolvimento de São Gabriel. Este parlamentar é que precisa explicar o que tem feito, apesar do generoso salário de mais de R$ 7 mil que recebe dos cofres públicos”. Tarso Teixeira ainda confirmou que estará convocando uma reunião de produtores rurais no dia 25 de junho, quarta-feira, no Sindicato Rural de São Gabriel, para tratar da conservação das estradas do interior. “O vereador que fez essa crítica também está convidado, para que veja com seus próprios olhos se de fato o Sindicato Rural não faz nada”, observou.