Poder Executivo ouve representações de classes para a elaboração da LDO 2015

Para ouvir a comunidade e estabelecer as diretrizes e prioridades quanto a elaboração da proposta orçamentária para o ano de 2015, no que diz respeito à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o Poder Executivo realizou na manhã da última quarta-feira (25) uma audiência pública no salão de atos da prefeitura. A audiência que foi convocada pela Secretaria Municipal de Planejamento e Projetos contou com a presença de representações de classes e de entidades como a EMATER, o Asilo São João, Secretarias Municipais, Conselho Tutelar, entre outros. O secretário de Planejamento Paulo Raeder destacou a importância das audiências públicas para o diálogo entre a Administração Municipal e a população. “Neste ano que transcorre 2014, já estamos utilizando o orçamento pré-definido na LDO do ano passado. Este é o momento oportuno para que sejam feitas as reivindicações e para que sejam definidas as solicitações para os gastos do ano que vem”, salientou Raeder.
Entre as demandas registradas em ata ficou o pedido de uma verba anual ao Asilo São João, a implantação do Plano de Carreira dos Servidores Públicos Municipais, a valorização monetária dos conselheiros tutelares, bem como a liberação de verbas para viabilizar o trabalho junto às crianças e adolescentes, a aquisição de máquinas e equipamentos para a manutenção das estradas do interior e a instalação de mais patrulhas agrícolas. O secretário Daniel Ferrony se comprometeu em estudar maneiras de viabilizar suporte na área da saúde ao Asilo São João. “Não existe uma política pública especifica para os asilos. Hoje, na saúde, a principal ação é na área da atenção básica, mas vamos procurar uma forma de ajudar”. O secretário dos Transportes, Eder Barbosa, sugeriu que o orçamento 2015 contemple a aquisição de maquinário para que seja dada a devida manutenção das estradas do município. 
De acordo com o secretário Paulo Raeder o projeto de lei da LDO 2015 com os anexos contendo as demandas definidas nesta audiência pública deve ser encaminhado à Câmara Municipal de Vereadores em julho.