Assinada ordem de serviço para a conclusão da Barragem do Jaguari no valor de R$ 56 milhões

O prefeito de São Gabriel, Roque Montagner, participou do ato de assinatura da ordem de início da conclusão das obras da Barragem do Jaguari na manhã desta sexta-feira. O documento, que ainda teve a assinatura de Luiz Antonello (prefeito de Rosário do Sul) e dos secretários do Planejamento, Gestão e Participação Cidadã, João Motta, e de Obras Públicas, Irrigação e Desenvolvimento Urbano, Eduardo Martins Medeiros. Durante a atividade foi anunciada a empresa responsável pela execução da obra: Sultepa / Convap, representada pelo engº Auri Tartari. O evento contou ainda com a presença dos coordenadores regionais da Participação Cidadã, Cláudio Marquiori e Sivens Carvalho.
De acordo com o prefeito Roque a obra vai ampliar a produtividade em propriedades localizadas no trecho de abrangência da Bacia do Rio Santa Maria, mas, acima de tudo, vai fortalecer o comércio, com a geração de empregos e renda, viabilizando o desenvolvimento regional. “Nossa região é muito pobre. No entanto, nos últimos anos, estamos conquistando recursos importantes para o desenvolvimento de São Gabriel e dos municípios da fronteira oeste”.
Montagner destacou que São Gabriel é um município movido pelo setor primário e mesmo os setores que não integram diretamente a agricultura dependem dela de forma indireta. “No comércio, por exemplo. Se o agricultor produzir e colher bem, vai poder comprar mais e investir mais nas lojas e supermercados da cidade. Isso é gerar renda. Isso significa desenvolvimento. Todos os cidadãos vão ganhar com esta obra”, analisou.
Para o secretário João Motta, a obra é uma importante conquista para a comunidade da Região Fronteira Oeste. "Realizamos uma força tarefa entre União, Estado e Município para a obra virar a uma realidade. Hoje é um dia histórico para todos nós”.
O secretário Eduardo Martins Medeiros afirmou que a obra tem como objetivo criar um reservatório de acumulação anual para fornecimento de água para usos múltiplos.
Com assinatura da ordem de início, o Governo Estadual pretende começar a execução até o final do ano. A continuidade dos serviços contará com maciço homogêneo de solos e arenosos argilosos, com 1045 m de comprimento, altura de 25 m e volume acumulado de 159.000.000 m3. O investimento está estimando em R$ 55.766.890,58, sendo 1% do Estado e 99% contrapartida da União.