Candidato do PSB, Eduardo Campos morre após queda de avião

Eduardo Campos do PSB, morre na manhã de hoje
Na manhã desta quarta-feira, 13, o candidato a presidente do PSB, o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, morreu após a queda do jato particular em que viajava para Guarujá.

A bordo da aeronave estavam: 
Eduardo Campos, candidato à presidência

Alexandre Severo Silva, fotógrafo
Carlos Augusto Leal Filho (Percol), assessor de imprensa
Geraldo da Cunha, piloto
Marcos Martins, piloto
Pedro Valadares Neto, assessor
Marcelo Lira, assessor

O governador Geraldo Alckmin se deslocou para Santos depois de tomar conhecimento da morte de Campos. No mesmo dia (13 de agosto de 2005), morreu o avô do presidenciável, Miguel Arrais, de quem Campos era herdeiro político. “Estamos muito chocados com tudo”, afirmou o deputado federal Marcio França (PSB), presidente do diretório estadual do partido em São Paulo.
França afirmou que Campos estava acompanhado de integrantes da equipe da campanha, como jornalistas e fotógrafo. Ele relatou que a mulher de Campos e o filho não estavam no jato – eles voltaram para Pernambuco em um avião de carreira.
No perfil da Rede Sustentabilidade no Twitter, foi publicada a seguinte nota: “Todos estamos chocados com a morte de Eduardo Campos, em queda de avião hoje de manhã. Marina Silva segue agora para Santos (SP)”. A ex-senadora Marina Silva é a candidata a vice na chapa de Campos. Como o partido dela, a Rede Sustentabilidade, não conseguiu registro a tempo para concorrer na eleição deste ano, ela se filiou ao PSB.
A Aeronáutica divulgou nota informando sobre a queda do avião que saiu do aeroporto Santos Dumont, do Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto do Guarujá, cidade vizinha de Santos.

Leia a íntegra da nota:
O Comando da Aeronáutica informa que nesta quarta-feira, 13, por volta das 10h, uma aeronave Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, caiu na cidade de Santos, no litoral de São Paulo.
A aeronave decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto de Guarujá (SP). Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave.
A Aeronáutica já iniciou as investigações para apurar os fatores que possam ter contribuído para o acidente.
Brasília, 13 de agosto de 2014.
Brigadeiro do Ar Pedro Luís Farcic
Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica