Lei de Auxílio e Subvenções beneficiará 20 entidades. No total, Município repassará R$ 269 mil

O presidente do Asilo São João, Carlos Alberto Torres Menezes, disse que os recursos da Lei de Auxílios e Subvenções minimizam as adversidades enfrentadas por entidades que prestam trabalhos sociais. “Hoje trabalhamos com dificuldades”, comentou o dirigente da entidade. O asilo receberá R$ 18 mil divididos em cinco parcelas até o final do ano. No total, o Governo Municipal vai disponibilizar R$ 269 mil para 20 entidades que prestam serviços voltados à cultura, turismo, saúde e assistência. De acordo com o prefeito Roque Montagner, em relação ao período de 2013, o Município ampliou o valor dos convênios em R$ 42 mil.
Os termos de convênio da Lei de Auxílio e Subvenções foram assinados na manhã desta quarta-feira, 6, no Gabinete do Prefeito no Palácio Plácido de Castro. Dirigentes das 25 entidades participaram do evento, que ainda revelou alterações para 2015. A mais importante, alertada por uma equipe do setor de Prestação de Contas da Prefeitura Municipal, é a exigência de abertura de conta individual em nome de cada entidade. Além disso, o prazo para inscrição de pedidos de inclusão na relação de convênio para 2015 termina no dia 31 agosto. A data não será prorrogável e quem não apresentar plano de trabalho e justificativas ficará inviabilizado para o próximo ano. Ambas as exigências atendem determinações do Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Rio Grande do Sul.
Durante o evento de assinatura foi entregue um manual em CD para todas as entidades presentes trazendo todas as informações necessárias para o procedimento de prestação de contas.
Da saúde ao tradicionalismo, passando por entidades assistenciais, o Governo Municipal promove a valorização do trabalho voluntariado dedicado ao bem estar de homens e mulheres. Por exemplo, a Associação de Doentes Renais Crônicos e Transplantados de São Gabriel vai receber aporte financeiro no valor de R$ 41 mil. A instituição tem mais de 70 pessoas cadastradas, todos dependentes do serviço de hemodiálise.
No mesmo plano estão as associações dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e Pró-Down. A primeira vai receber R$ 20 mil e a segunda R$ 28 mil. Esta última, na avaliação do prefeito Roque Montagner, é resultado de uma grande ousadia da administração municipal. “Obtivemos grandes resultados com a unidade da Pró-Down com a Escola Nossa Senhora das Graças. Pessoas especiais estão sendo beneficiadas com tratamento e atendimento especializado”, comentou.
A cultura e tradicionalismo são destaque na relação de auxílios e subvenções. Conforme o relatório divulgado pela Prefeitura Municipal, quatro CTG´s serão beneficiados com R$ 6 mil cada um. Além disso, a Coordenadoria Tradicionalista Municipal (CTM), entidade que congrega todas as entidades do meio gaúcho, receberá sozinha R$ 40 mil. Deste valor, R$ 12 mil serão destinados para 12 Centros Tradicionalistas e o restante para a organização da Semana Farroupilha.
O Grupo Tradicionalista de Cavalgadas Sepé Tiarajú, organizador da Cavalgada da Chama da Tradição e responsável por trazer para São Gabriel a Chama Crioula que oficializa a abertura dos festejos gaúchos, vai receber R$ 8 mil.
Entre as entidades assistenciais e comunitárias estão o Abrigo Espírita Manoel Viana de Carvalho (R$ 14 mil), Centro Espírita Obreiros da Caridade (R$ 4 mil), Associação Protetora dos Animais São Francisco de Assis (R$ 17 mil) e União das Associações de Moradores de São Gabriel (UAMOSG – R$ 6 mil).
Completam a relação: Liga Feminina de Combate ao Câncer, R$ 10 mil; Brigada Mirim, R$ 3,5 mil; Lions Clube São Gabriel, R$ 2 mil; Associação dos Amigos da Criança, R$ 4 mil; Lions Clube São Gabriel Batovi, R$ 2 mil; Amigos Futebol Clube, R$ 4 mil; Associação dos Funcionários da Santa Casa de Caridade, R$ 7 mil, entre outras.