Santa Casa poderá suspender atendimentos e procedimentos para pacientes credenciados pelo IPE

Recentemente muitas decisões foram tomadas durante a Assembleia da Federação das Santas Casas do RS, realizada em Porto Alegre. De São Gabriel, uma comitiva da Santa Casa esteve presente com a participação do Provedor - Luiz Carlos Dotto, Procurador Jurídico - Dr. Marcos Góes e ainda Eduardo Azambuja e Mari Delolmo ambos integrantes do Setor de Controladoria do Hospital.

O provedor destaca que vários assuntos foram abordados durante a Assembleia, mas um dos mais importantes se trata da relação entre o IPE com os hospitais e médicos credenciados. Ele ressalta que de forma unânime por parte da Federação das Santas Casas do RS e de todas as entidades representadas no encontro, ficou definido que será determinado um prazo para que o IPE solucione as questões pendentes, pagamentos de dívidas do Instituto com os hospitais, assim como, a sinalização clara de reajuste de honorários médicos e tabela de procedimentos. Segundo o Provedor, de acordo com orientações da Federação, caso o IPE não atenda as exigências, as entidades como a Santa Casa de São Gabriel tomarão medidas administrativas e terão que suspender todos os serviços prestados aos pacientes conveniados pelo IPE, pois estes fatores aliados já estão tornando inviável o custeio dos atendimentos. Dotto afirma também que não é somente em São Gabriel, mas em todas as regiões do RS, é grande o número de médicos que estão se descredenciando do IPE. Segundo ele: “Estamos na expectativa que todas as negociações se resolvam de forma tranqüila, mas infelizmente o contrário poderá acontecer e resultar na suspensão dos atendimentos e procedimentos na Santa Casa para pacientes credenciados ao IPE, pois este é o maior plano de saúde no Estado, perdendo apenas para o Sistema Único de Saúde (SUS) em número de vidas atendidas”, finalizou o Provedor.