SGS testa sistema que evitará o despejo do lodo no Rio Vacacaí

A São Gabriel Saneamento iniciou nesta semana os testes do novo sistema de desidratação do lodo gerado na Estação de Tratamento de Água – ETA São Gabriel, que hoje vai direto para o Rio Vacacaí. O compromisso de eliminar totalmente o problema, que há anos traz impactos ambientais ao Rio Vacacaí, foi assumido pela SGS.
Durante meses, os Técnicos da São Gabriel Saneamento e de empresas especializadas estudaram alternativas viáveis para reaproveitar o lodo que resta da limpeza de decantadores e filtros da Estação de Tratamento de Água. Após os estudos, verificou-se que o melhor sistema para a ETA gabrielense é a tecnologia de Geotube, um saco, popularmente conhecido como bag, para onde o lodo com apenas 1% de sólidos é bombeado e funciona como filtro, retendo sólidos e expulsando a água, que será reaproveitada no sistema.
O material sólido, confinado no interior do bag, após atingir teor de umidade aceitável pelas legislações ambientais, pode ser disposto em aterros sanitários ou, quando possível, ser reutilizado em indústrias de tijolos, cimento ou até mesmo para reposição de solos.
A demonstração ocorreu na manhã do dia 06 de agosto nas dependências da ETA São Gabriel e contou com a presença do Engenheiro Eduardo Lovato, da Maccaferri América Latina, dos técnicos da SGS e do Presidente da AGESG, João Custódio Iturbide. Em poucos meses o método já estará em funcionamento e este problema de mais de 40 anos estará definitivamente sanado.