Miscelânea Digital


Airton Bittencourt
Colunista do blog

A importância de novas línguas
Visando um futuro promissor para cada um de nós, é tão importante investir em outras línguas, outros idiomas.
Na China por exemplo, que fica do outro lado do planeta, o país mais populoso, pelo menos um quinto de sua população, mais ou menos 300 milhões de pessoas, falam ou tem noções de inglês.
Na índia não é diferente. Lendo uma entrevista com o diretor Programa de Educação Superior do Banco Mundial, o mexicano Francisco Marmolejo, concluí que, à época, quando sugeri aos jovens que procurassem acrescentar ao seu currículo o conhecimento da língua inglesa, eu não estava errado. Nada contra o espanhol, o italiano, o chinês ou o alemão, mas em qualquer país do mundo, quem sabe se comunicar em inglês mal não passa.
E quando se trata de tecnologia, então nem se fala: é tudo na língua de Shakespeare.
Profissionais médicos, engenheiros, dentistas, pilotos de aviões, taxistas, garçons, operadores de turismo, enfim qualquer outra atividade, ou mesmo viajantes que um dia pretendam se aventurar por esse mundão de Deus,seja para estudar, trabalhar ousimplesmente uma viajem de lazer, tendo o inglês como segunda língua a comunicação fica mais acessível. Qual o jovem que não alimenta o sonho de fazer algum curso em outro país?
Pois, para isso, o primeiro passo é saber inglês, do contrário, sem chances.
"Falar outra língua é uma boa maneira de entender como as pessoas pensam, e interagem e assim se tornar um cidadão global mais tolerante", ensina o mexicano . Aos pais.