Presidente da Câmara: “Não houve pedido da Câmara para desapropriar prédio da Urcamp”

A recente divulgação de assinatura de decreto executivo do prefeito municipal Roque Montagner (PT) declarando a desapropriação do Campus III da Universidade da Região da Campanha, alegando necessidade de um novo espaço físico para a Câmara Municipal de Vereadores, causou imediata reação dentro do parlamento municipal. O presidente do Poder Legislativo, vereador Marcos Paulo do Monte Vieira (PSDB), declarou que em momento algum solicitou ao Chefe do Executivo que o prédio da universidade fosse desapropriado. “Jamais tivemos qualquer tratativa neste sentido”, disse o presidente da Câmara, que ainda declarou ter tomado por surpresa a alegação. “Fiquei sabendo deste decreto de desapropriação pela imprensa, como todos os demais cidadãos”, salienta.
O presidente ressaltou que, ao tomar posse na Mesa Diretora do Poder Legislativo, de fato externou seu desejo de colocar a Câmara de Vereadores em um novo espaço, mais digno da importância do parlamento. “Mas meu propósito sempre foi a viabilização de mecanismos para adquirir um terreno e construir um imóvel novo, condizente com as necessidades da Câmara. Nunca falei com o Senhor Prefeito sobre desapropriar esse ou aquele prédio, pois isso seria uma grande incoerência de minha parte, pois sou contra o uso indiscriminado do instrumento da desapropriação”, assinalou, ressaltando que, inclusive, está sendo contratada uma reforma da atual sede do Poder Legislativo, no Edifício Centenário.