Palavras Soltas

Cecília de Assis Petrarca Figueiredo
Colunista do blog

O passo inicial para nos realizarmos e sermos felizes, é compreender, aceitar e bem aproveitar o tempo que nos é dado ou que nos resta; pois não podemos desfazer situações passadas, tampouco abreviar ou prolongar o que nos é devido, mas podemos fazer mudanças necessárias para usar os nossos dias de forma sensata, amena e prazerosa. Nós podemos substituir o desalento, a ira, o ressentimento, o desespero, a vergonha, a humilhação, a dor e as perdas da nossa vida, pela paz interior, pela valorização do que temos, do que conquistamos, do que conseguimos manter, aprimorar, fortalecer e fazer crescer...
Assim como uma semente está cheia de promessas potenciais, a nossa existência é abundantemente cheia de propósitos, sonhos e aspirações que serão fecundadas ao longo da nossa caminhada. Confiemos. Não fomos criados apenas para essa vida, fomos semeados para produzir resultados infinitamente maiores. Quem já não ouviu aquela história das probabilidades de um espermatozoide? Pois então, já somos vitoriosos por termos nascido, já começamos a vencer desde a fecundação, enfrentado desafios e superando obstáculos; certamente não será agora, no meio do caminho que iremos desanimar ou desistir! Mas precisamos ter consciência de que sermos nós mesmos é muito mais nobre e notável do que querermos ser os maiores ou os melhores. A bem da verdade, ante os conflitos, sairá sempre vencedor aquele que aprende e não o que busca ter razão ou tenta dar explicação para todo e qualquer dilema, confronto ou ponto de vista....
A vida nunca nos prometeu respostas ou lógica, mas nos permitiu, divina e grandiosamente o direito de vivê-la! 
Que seja de paz e luz a nossa estada por aqui...