Violência: Comunidade escolar fará protesto nesta segunda-fera

Após a repercussão do caso em que o jovem Roberto Carlos Carvalho Pereira, de 16 anos, teve a mão amputada na manhã de sábado, 18, por outro de 14 nas dependências da Escola Estadual João Pedro Nunes (Poli), a comunidade escolar deverá protestar nesta segunda-feira (20), pedindo mais segurança e justiça no caso. O protesto está sendo organizado por amigos e familiares do jovem ferido por um golpe de facão.

O protesto acontecerá a partir das 13h30min, em frente à Escola. O incidente aconteceu quando Roberto, que estava no ensaio da Banda do Poli, foi abordado pelo agressor. De acordo com relatos de testemunhas, ao tentar se defender, ele acabou com a mão amputada na hora do golpe de facão. 
A vítima saiu em direção à Rua Caçapava do Sul, sem a mão e perdendo muito sangue, sendo socorrido por moradores. 
A redação está a disposição para maiores esclarecimentos.