Rangel diz que Néca está sendo infiel ao PSB e comenta correspondência

Vanderlei Rangel diz que a vereadora
 não fez campanha para o partido
As declarações de Néca Bragança na sessão de ontem repercutiram no PSB local. Tanto que na noite de hoje, o Coluna Ponto de Vista conversou com Vanderlei Rangel, secretário do partido citado pela vereadora, e que manteve contato com a redação.
Rangel disse que o ofício foi sim entregue e assinado por ele, entretanto, teria aval da Executiva Estadual do partido e do ex-prefeito Balbo Teixeira, que só não assinou porque estava em Porto Alegre, se recuperando de uma cirurgia.

O secretário destaca ainda que a motivação da vereadora é outra, visto que ele é o 1º suplente do partido e que na avaliação dele preocupa a atual vereadora pelo fato dela não estar sendo fiel a sigla, segundo ele.
"O ofício eu te digo e te mostro foi protocolado e assinado pela Néca. Na verdade, a preocupação dela é outra, pois ela fez campanha para o Tarso e a Dilma e temos fotos e ela está sendo fiel ao partido. Informo ainda, que todo o projeto do executivo que não for bom, terá sim a recomendação do partido a votar contra, mas ela é livre para fazer o que ela quiser", declarou.
Segundo Rangel, a vereadora está usando argumentos para se defender da infidelidade partidária.
"Quando a vereadora cita um encontro com o ex-prefeito Balbo num restaurante, foi um encontro onde estava toda a executiva e ela foi convidada a fazer campanha para o candidato do partido, mas ela sequer passou em frente ao comitê. Ela preferiu fazer campanha para o marido", disparou.
Rangel disse ainda que a militância filiada a sigla e que ajudou Néca na vitória se desfiliou toda tão logo ela se elegeu. "Ficou só ela no partido", frisou.