Karen Lannes: um mandato popular marcado por muitas ações


A Vereadora Karen Lannes, do Partido Solidariedade, atual 1ª Secretária da Mesa Diretiva do Poder Legislativo, desenvolveu seu trabalho em 2014 com um único compromisso: ser a voz da comunidade, lutar por seus pleitos e defender seus interesses. Por esta razão recebeu em seu gabinete uma média de 1.800 pessoas durante o ano em sua maioria trazendo reivindicações como falta de medicamentos, péssimas condições das estradas e ruas da cidade, especialmente o grande número de buracos e problemas na sinalização das vias, fazendo com que a vereadora tivesse aprovado em plenário 108 pedidos de Providência. Karen Lannes não tirou diárias nesse ano. Ela foi eleita vice-presidente do Poder legislativo para 2015.

Participação ativa no Legislativo

A Vereadora Karen Lannes participou ativamente de todas as ações do Legislativo e mesmo tendo enfrentado alguns problemas de saúde durante o ano, procurou participar ativamente das sessões, inclusive com o pé engessado. Nem por isso, ela deixou de ter presença ativa nas sessões, sempre buscando solução para os problemas da comunidade. 
Ela participou da Audiência Pública de Demonstração e Análise das Metas Fiscais, Audiência Pública sobre o Estacionamento Rotativo, Audiência Pública Gestão Fiscal 1º Quadrimestre de 2014, Audiência Pública da LDO, Audiência Pública sobre Proteção aos Animais, entre outras. Karen sempre primou pelo debate sério e responsável e que traga resultados aos pleitos da população. “Fui eleita para buscar solução aos anseios e pleitos da comunidade, por isso sempre participo das ações do Legislativo, principalmente aquelas em que a população é chamada a participar”, enfatiza.

Projetos e Anteprojetos de Lei
Preocupada com as questões sociais, Karen Lannes desenvolveu o Anteprojeto de Lei nº 49/2014 que torna obrigatório a distribuição gratuita de leite para as crianças de famílias carentes do município. 
Da mesma forma, apresentou os Projetos de Lei 66/2014 que obriga a afixação de cartazes com orientações sobre o DPVAT(Seguro Obrigatório de Danos Causados por Veículos de Vias Terrestres) em estabelecimentos de prestação de serviços de saúde públicos, privados e funerárias do município. Isto porque segundo ela é importante que as pessoas saibam que o Seguro Obrigatório DPVAT foi criado pela Lei 6.194, de 19.12.1974, com o objetivo de garantir às vítimas de acidentes causados por veículos automotores indenizações em caso de morte e/ou invalidez permanente, e o reembolso de despesas médicas; Projeto de Lei 64/2014 que “Institui no âmbito do Município de São Gabriel o ‘Programa de Adoção de Escolas e Creches da Rede Municipal de Ensino”, onde se buscam parcerias com a iniciativa privada e todos os cidadãos gabrielenses para a promoção de ações sociais que colaborem com a qualidade e expansão da educação. Assim, os adotantes engajam-se na garantia de um direito social, reforçando a efetividade de sua ação na sociedade; Projeto de Lei 61/2014 que cria o “Núcleo Social de Apoio e Prevenção ao Crack e Outras Drogas – Mães contra o Crack” esse projeto que visa disponibilizar ações educativas junto às famílias na prevenção contra as drogas; Projeto de Lei 18/2014 que proíbe a interrupção de fornecimento de energia elétrica por motivo de inadimplência entre o período das 12h (doze horas) de sexta-feira às 8h (oito horas) de segunda-feira, assim como na véspera de feriados, o objetivo é evitar o desabastecimento súbito das residências justamente nos momentos em que os consumidores estão impossibilitados de quitar os débitos em atraso.

A obrigação da transparência
Karen teve aprovados em plenário 13 (treze) pedidos de informação encaminhados ao Executivo, sobre as ações administrativas que envolvam dinheiro público e atividades humanas, buscando o máximo de transparência nos atos da gestão pública municipal, “a comunidade tem que saber o que está sendo feito com o seu dinheiro, como e de que forma Executivo está investindo esses recursos, especialmente no trato de questões como educação, saúde e assistência social”, enfatiza a vereadora, acrescentando que seu papel é justamente fiscalizar para mostrar a sua comunidade o que de fato está sendo feito na gestão de seu dinheiro. 
Em reconhecimento ao trabalho realizado durante os Festejos Farroupilhas de 2014, Karen encaminhou voto de congratulações a Coordenadoria Tradicionalista Municipal, à Catia Cavalheiro, que foi sua patroa no período, ao Grupo de Cavalgada Sepé Tiaraju e a todas entidades que integraram os festejos e desfilaram em 20 de setembro. 
Também encaminhou Voto de Congratulações a Paulo Roberto Barboza pela colaboração constante ao sistema de som da Câmara de Vereadores, ação muito importante para tornar públicas as sessões do Legislativo ao vivo em emissora de rádio e no plenário.

Karen vai aonde o Povo está

Além de ter recebido um grande número de pessoas com reivindicações no seu gabinete a vereadora solidária esteve visitando todos os bairros da cidade, acompanhando in loco os problemas enfrentados pela população. Esteve visitando, por exemplo, Postos de Saúde fiscalizando e verificando a falta de remédios, residências com problemas de infraestrutura, especialmente no caso de invasão de águas em dias de chuva, problemas de bueiros, ruas esburacadas, problemas nas estradas do interior. “Durante o ano estivemos em tantos lugares, vimos tantos problemas, recebemos tantos pleitos e a todos eles buscamos solução ou através de contatos ou transformando-os em pedidos de providência, o triste é que o Executivo fechou os olhos, talvez por não entender que nossos pedidos são reivindicações da própria comunidade”, afirma Lannes.

Karen e o Partido Solidariedade (77)


Em uma iniciativa ousada, a vereadora Karen Lannes, a convite do Presidente Estadual do Partido Solidariedade (SD) Vereador Claudio Janta de Porto Alegre passa a fazer parte do mesmo em outubro de 2013. Afirma que já não se sentia a vontade no PSB que fazia parte. A vereadora afirma que se identificou muito com a nova sigla não somente pelo nome que tem tudo a ver com seu mandato, mas por ser um partido que defende o trabalhador. Presidindo a Comissão Provisória do partido em São Gabriel, ela colocou seu nome a disposição do partido concorrendo à deputada estadual. Numa campanha humilde foi a mais votada das candidatas em nível local tendo conquistado 4.637 votos no município e 869 na região, totalizando 5.506 votos.


Ela chegou a receber em São Gabriel a candidata ao Governo Estadual, Senadora Ana Amélia do PP e do candidato à vice do seu partido Deputado Estadual Cassiá Carpes. Karen participou de todas as atividades do seu partido em Porto Alegre, se comprometendo com seus ideais e propostas. 
A vereadora solidária pretende com sua equipe no próximo ano trabalhar muito para o crescimento do partido que identificado com suas ações, segundo ela, terá uma participação ativa e decisiva no pleito de 2016. “Viemos para ficar e mudar os rumos da política local primando sempre pela honestidade e transparência”, finaliza.