Textículos do Mário Mércio

Mário Mércio
Escritor e colunista do site

COMPRAR E COMPRAR

Precisando trocar de carro, fui na concessionária e me deparei com o seguinte diálogo:
-O seu carro é muito bom, nós vamos fazer uma super avaliação nele....É muito melhor comprar um novo, nós temos bons descontos, e uma assistência em todo país.
-E o preço? –perguntei.
-O preço é o anunciado, mas sem equipamento, cujos são colocados como vc desejar. –Você merece um carro novo, trabalhou uma vida para que né? Sua família vai adorar este carro, ele é o mais vendido do segmento entre todas as marcas. E veja, se quiser financiar, a prestação até 36 vezes é sem acréscimo e cabe perfeitamente em seu orçamento, pelo que vejo aqui no seu cadastro.
Este pessoal de marketing e vendas está bem preparado e eles contam com a vaidade das pessoas e lidam com a emoção do comprador. Eles vêm com uma sequência de frases que podem abrir as portas do bolso dos mais desavisados. Tudo ali está propício à venda, até as cores e a distribuição dos móveis e o sorriso do vendedor super afiado para granjear sua confiança. O cafezinho chega rápido e logo lhe conduz até o veículo e lhe oferece um Teste Driver, não é por acaso que tudo está preparado ali e elogiam os bancos, a cor, o modelo e o tamanho do bagageiro. A música ambiental é agradável e vc se sente maravilhosamente bem instalado ali.
A ansiedade vai aumentando e confiabilidade também.
Só não vê quem não quer ver, pois a um bom observador salta aos olhos a psicologia aplicada, os cursos de venda dirigida a cada tipo de consumidor, o magro esquelético, o gordo, ao funcionário público que vai ter seu primeiro 0 km, o jovem que vai ganhar o carro do pai, a mulher que é da moda, o empresário que precisa economia, etc. Cada um tem uma maneira de chegar e de fechar o negócio.
Seria uma inocência dizer que consumimos tudo com 100% de razão.
Razão e emoção fazem parte de nossa vida de forma integrada --nos diz o psicólogo Lélio Braga em excelente artigo.
Lógico que eles executam bem seu trabalho, mas atentos, podemos evitar cair nessa lábia, que pode nos levar ao tão temível endividamento por anos, pois depois da compra estar feita, dos primeiros e fascinantes dias de exibição aos amigos, vizinhos, parentes-- vem a conta. O prejuízo então é todo nosso. Acaba aqui a estratégia de marketing e o sonho e o sono se vão...