Cumprindo agenda produtiva em Brasília, prefeito Roque protocola solicitações de recursos, reivindicações e solicita apoio para projetos inovadores

Roque Montagner participou da Marcha dos Prefeitos
Na quarta-feira (03), em entrevista na imprensa local, o prefeito fez uma verdadeira prestação de contas aos munícipes, de sua viagem a Brasília acompanhado do Secretário de Administração e Recursos Humanos - Caio Aloy, onde esteve participando da Marcha dos Prefeitos que contou com a presença de mais de 3 mil prefeitos de todo o País, com uma participação muito grande de deputados federais, senadores e vereadores e intensa pauta de discussão, como: ações internacionais municipalistas; fonte de arrecadação para os Municípios, conjuntura dos Municípios; recursos hídricos, ações de defesa a estiagens; financiamentos e plano municipal de educação; questões Jurídicas; Previdência Social; Judicialização da Saúde e Pacto Federativo.
O Chefe do Executivo abordou que de relevância e interesse dos professores existem Emendas e Projetos de Lei (PLs) encaminhados pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e tramitando na Câmara dos Deputados, um que propõe o aumento gradual do mínimo da complementações da União em 50% ao Fundeb e outro que trata da complementação do valor do Piso Salarial do Magistério da Educação Básica cujo texto trata da responsabilidade da União em aportar mais volume de recursos financeiros para integralização do pagamento do Piso Nacional para o Magistério Público da Educação Básica. Segundo o prefeito, um outro PL que estás prestes a ser aprovado é que qualquer programa de governo a ser criado só será implantado e executado pelos Municípios, se acompanhado da Fonte de recursos. “O Modelo Federativo através de sucessivos Governos impõe toda a responsabilidade aos municípios, nada é possível implantar neste país se nós tivermos a contrapartida do município”, disse o prefeito.
O prefeito informou que visitaram os Gabinetes dos Deputados Federais: Pompeo de Mattos, Afonso Motta, Nelson Marchezan Júnior, construindo entendimento a fim de garantir emendas de aporte de recursos para aquisição de equipamentos para Santa Casa. No Ministério da Saúde fomos recebidos pela Coordenadora do Programa de Habitação e Credenciamento dos Serviços de Oncologia - Dra. Laura Boeira, onde solicitamos a viabilidade de credenciar a Santa Casa para a realização de consultas e cirurgias oncológicas, pois são muito poucos os serviços credenciados no RS e a fila de espera se arrasta as vezes 4 ou 5 meses e com isso o estado de saúde dos pacientes se agrava”, relatou.
O prefeito Roque frisou que também cumpriram agendas nos Ministérios da Integração Nacional e do Planejamento. Na ocasião, acompanhado dos prefeitos - Dudu Colombo (de Bagé), Antonello (de Rosário do Sul) e de Luis Felipe Brenner - Peta (de Santa Margarida do Sul), explicando que antes da viagem havia protocolado um PL no Legislativo Gabrielense, que trata da inclusão e participação do município no Consórcio do Pampa Gaúcho (CODEPAMPA). Neste sentido, ele afirma: “Espero que os nossos vereadores que querem o bem e o desenvolvimento de São Gabriel aprovem este importante PL que está sendo formado por 17 municípios de faixa de fronteira com uma população de 730 mil habitantes, sendo que, não se trata de um consórcio de serviços, mas de representatividade e da potencialidade da nossa região a serem discutidos e tratados politicamente em Brasília”, enfatizou.
Conforme o prefeito foram protocolados em Brasília, as seguintes solicitações: Federalização e asfaltamento da RS 630; Federalizações e asfaltamento da estrada de Dom Pedrito a Rosário do Sul; Traçado da Ferrovia Norte Sul; Construção de dois Aterros Sanitários; Asfaltamento da RS 529 entre Maçambará e Encruzilhada do Sul; Fortalecimento e organização, Parque de Máquinas para a manutenção das estradas vicinais da Região; Infraestrutura para construção de poços artesianos; Aeroportos Regionais e Conclusão da Barragens Jaguari e Taquarembó, entre outras.
Ao finalizar sua agenda na Capital Federal, junto ao Ministério da Integração Nacional, o prefeito solicitou apoio aos projetos inovadores, com foco, na região. Ele destaca que: “Temos um patrimônio Binacional Produtivo e sustentável que é o Bioma do Pampa - é o ambiente em que vivemos, o clima, a biodiversidade, a riqueza dos recursos naturais, as nossas jazidas de vento como um Pólo Aeólico de Energia limpa sustentável que não se esgota mesmo em período de estiagem; Jazidas Minerais - Calcário, cobre e ouro. A região do Pampa já está produzindo os melhores vinhos e azeite de oliva da América do Sul. Também a carne, lã, mel, soja e o arroz com certificações de qualidade está ganhando o mercado consumidor da China e outros países. Propomos ainda, o fortalecimento da cultura regional, os nossos costumes, culinária, chimarrão, canto, música, CTGs, os nossos rodeios. Também a importância de criarmos rotas turísticas, os freeshops, a degustação de vinhos, o artesanato, os trabalhos criativos em lã e couro, e, com isso queremos fortalecer a origem de tudo o que é bom e produzido na nossa região do Pampa Gaúcho”, concluiu o prefeito.