Prefeitura inaugura unidade para atendimento a crianças e adolescentes vítimas de violência

Embora os números não sejam oficiais, a quantidade de casos envolvendo violência familiar chama a atenção dos órgãos ligados a Segurança Pública em São Gabriel. Nesta situação, entre tantos registros, se enquadram casos de agressões contra a mulher, onde as crianças presenciam a violência e situações onde o menor é vítima direta. Para atender a população alvo, o Governo Municipal inaugurou, na manhã desta segunda-feira (22), a sede do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), que passará a funcionar na Rua Barão de São Gabriel, ao lado do Quartel do Corpo de Bombeiros.
Os dados, por si só, justificam o investimentos do Governo Municipal. A implantação do Creas é resultado de um trabalho da Administração visando o bem estar de menores. A inauguração só foi possível, por que o governo entendeu que havia necessidade de instituir um local adequado para esse tipo de trabalho. “O atendimento já era feito numa sede (precária) situada na antiga sede do Fórum. Como não havia estrutura adequada e o prédio não era adaptado ou sequer oferecia acessibilidade, decidimos investir numa residência que pudesse dar qualidade ao atendimento”, disse o prefeito Roque Montagner.
O secretário de Desenvolvimento Social, Cléber Giovane da Silveira, disse que o CREAS vai atender toda a demanda municipal, independente de classe social. Além das vítimas, também serão assistidos adolescentes infratores com medidas sócio-educativas. “Estamos inaugurando, hoje, um aparelho com acessibilidade, que atende direitos que foram violados das crianças e adolescentes. Sabemos que existem estes delitos e temos que restabelecer a ordem”, argumentou.
A nova sede terá uma equipe de seis profissionais, sendo três psicólogos, dois assistentes sociais, um atendente de nível médio e um coordenador. Além disso, a unidade terá salas para atendimento individual das vítimas.
O Creas deve, buscar a construção de um acolhimento e escuta qualificado, fortalecendo vínculos familiares e comunitários, priorizando a reconstrução de suas relações familiares. Dentro de seu contexto social, deve focar no fortalecimento dos recursos para a superação da situação apresentada. 
A inauguração contou com a apresentação dos talentos de alunos do Colégio Tiradentes e o trovador Macedinho se apresentaram durante a solenidade inaugural. O evento ainda teve a presença de representantes do Creas de Alegrete, Cleide Mota e João Gilberto, e da Secretaria Municipal de Assistência Social daquele município, Nieli Diaz. Também participaram secretários municipais, comandantes das Unidades Militares, Brigada Militar, Corpo de Bombeiros, Conselho Tutelar e Asmir.