Alunos da Escola Brandina Mello, Governo Municipal e parceiros realizam “Caminhada de Conscientização e Preservação do Meio Ambiente”

“Parcerias como estas junto ao Governo Municipal são de extrema relevância para as ações de todos que estão conscientes de que o ser humano deve primar sempre pela preservação do nosso meio ambiente”, afirmou o Secretário de Serviços Urbanos - Valtemar Ribeiro ao participar na manhã de quinta-feira (16) de importante atividade idealizada pelos alunos do turno da manhã da Escola Municipal Professora Brandina Mello.
Conforme a diretora da escola - Professora Léa Rodrigues Maia, a atividade educativa constou da participação ativa dos referidos alunos na realização de uma caminhada pelas ruas do Bairro Dr. Dácio de Assis Brasil e proximidades da escola, onde conversaram com os moradores, entregaram informativos sobre a coleta seletiva de resíduos, inclusive com todo o cronograma com os dias e horários de coleta de resíduos no bairro.
Segundo ela: “Através destas parcerias e colaboradores como: Governo Municipal através da Secretaria de Serviços Urbanos; empresa Ansus; alunos; Associação de Catadores do Projeto Minuano; biólogas Juliane Munhoz; professora Quelén Aline Oliveira e Rádio Batovi, buscamos a conscientização da comunidade acerca da Preservação do Meio Ambiente, enfatizando a importância da Coleta Seletiva do Lixo”, disse a diretora.
Léa destaca que durante a caminhada os alunos juntamente com os catadores estiveram recolhendo diversos materiais classificados como secos (plásticos, papéis, vidros e metais); efetuaram a colocação de uma placa de “Proibido Colocar Lixo” em um dos principais locais do bairro onde algumas pessoas costumam depositar lixo e que na oportunidade uma retro-escavadeira e duas caçambas, ambas da SEMUR e empresa Ansus efetuaram a retirada de uma quantidade bastante grande de lixo que se encontrava no referido local.
Conforme a diretora: “É importante salientar que cada um de nós deve fazer a sua parte, separando os resíduos sólidos e colocando-os nos locais apropriados estando cientes que não devem jogá-los nas ruas e em terrenos baldios, fato que é possível observar nas ruas entorno da escola”, finalizou Léa Maia.