Situação do Rio Vacacaí até o momento. Confira a situação na região

Esta é a situação das margens do Rio Vacacaí no Bairro Mato Grosso e Bairro Beira Rio retratada em algumas fotos enviadas por alguns leitores. Se os leitores tiveram mais fotos e quiserem mandar para nós ao longo do dia, o email é jornalismo@colunapontodevista.com.

A SITUAÇÃO NA REGIÃO
Os cerca de 110 milímetros de chuva do último domingo (19) e a manhã desta segunda-feira (20) colocaram a Coordenadoria de Defesa Civil em Alegrete em alerta. O Rio Ibirapuitã já subiu cerca de 3,1 metros acima do nível normal, porém ainda não oferece riscos à moradias.
Segundo a coordenadora da Defesa Civil, Guiomar Silva, não houveram chamados, mas foi feita visitação em todas as áreas em que costumam ocorrer enxurradas, como nos bairros Sepé Tiarajú, Vera Cruz, Restinga e Prado. A Defesa Civil continua o monitoramento do rio e informará em caso de necessidade.
Em Santa Maria, já há relatos de alagamentos, inundações, deslizamentos e falta de energia elétrica. Apenas da meia-noite desta segunda-feira até por volta das 9h30min, o acumulado de chuva já era de 67,2mm.
De acordo com informações da Defesa Civil, os bairros Tancredo Neves e Parque Pinheiro Machado estão sem luz, por conta da chuvarada que começou no final da tarde de domingo.
O coordenador da Defesa Civil, Adelar Vargas, ainda comentou que na Rua Maranhão, também no Parque Pinheiro Machado, já foram registradas inundações. Na Rua Padre Manoel da Nóbrega, na Vila Brenner, e na Avenida Walter Jobim, há registros de alagamentos. O distrito de Arroio Grande e a localidade de Passo das Tropas, no distrito de Pains, também sofrem com alagamentos.
Segundo informações do Corpo de Bombeiros, uma equipe foi deslocada até o Passo das Tropas, pois há famílias ilhadas no local. A equipe está trabalhando na retirada dos moradores.
Moradores da Rua Armando Ricardo Vietã, no bairro Passo da Ferreira, na proximidades da Ulbra, relataram que um bueiro teria transbordado e deixado toda a rua alagada. Segundo uma das moradoras, vizinhos não conseguem sair de casa, deixando os moradores ilhados.
A Defesa Civil está monitorando as áreas de risco da cidade.
A assessoria de comunicação da AES Sul informou que há clientes em pontos individuais sem energia elétrica. Equipes de manutenção já estariam realizando os reparos nos locais afetados. Ao todo, são cerca de 6 mil clientes sem energia elétrica no Estado.
Confira mais fotos em São Gabriel: