Exame descarta caso de mormo em paciente internado em Livramento

A Vigilância Epidemiológica de Santana do Livramento, na Fronteira Oeste, descartou um caso de mormo humano em um paciente que está internado na Santa Casa do município. O resultado do exame, que deu negativo para a doença, foi divulgado nesta segunda-feira (24). 
O exame foi feito pelo Laboratório Central do Estado (Lacen), em Porto Alegre. O jovem trabalhador rural, de 19 anos, continua internado na UTI da Santa Casa em estado gravíssimo. Novos exames vão ser feitos para diagnosticar que tipo de bactéria ela contraiu.
O jovem foi internado na última segunda-feira (17) após ter sofrido uma intoxicação por um pesticida. Segundo o diretor técnico do hospital, Antônio Cabrera, ele apresentava sintomas compatíveis com a doença do mormo.
O mormo provoca problemas respiratórios nos equinos e pode ser transmitido para seres humanos, podendo levar à morte. A doença era considerada erradicada do Estado, até o aparecimento do primeiro caso em junho em Rolante, no Vale do Paranhana.
Por causa do mormo, pelo menos seis cidades do Rio Grande do Sul já cancelaram o desfile de 20 de Setembro. Até a sexta-feira (21), 11 casos suspeitos de contágio em equinos estavam em análise pelas autoridades no estado.