Coluna do Airton Bittencourt

Airton Bittencourt
Colunista do site

O SAMBA JÁ TAVA ESCOLHIDO
Todos vocês sabem que sou Vai Mesmo há muitos anos, sempre dedicando amor por essa escola tão querida, nunca medindo esforços para para que ela faça sempre um belo carnaval. Trabalhei com vários presidentes e tantas outras pessoas que faziam parte da diretoria, com respeito e seriedade visando sempre o melhor para nossa escola.
Fazendo as coisas com o coração verde e rosa, para ver o brilho da Vai Mesmo na avenida, nunca faltei com respeito ou usei a escola para beneficio próprio.
Trabalhei sempre de graça pois essa era a minha forma de ajudar e isso até hoje, pois para mim, não custa nada. Nos dias de hoje é tão difícil ver alguém trabalhar com carnaval somente por amor a sua entidade, existe muito interesse, muita ganância e arrogância também.
Quantos carnavais memoráveis passei com essa escola, bons tempos tivemos muitas vitórias e derrotas também, não tem dinheiro que pague ver o orgulho no rosto de cada um depois do dever cumprido.
Em 2014, junto ao amigo Rodrigo Cardoso e mais uma equipe de pessoas dedicadas,a Vai Mesmo desfila com uma linda homenagem aos 60 anos do CTG Caiboaté, não foi campeã, mas encheu de alegria o coração da Vila Maria e do povo de nossa terra.
No dia 5 de setembro, participei de um festival de samba de enredo promovido pela escola em homenagem a Estação Primeira de Mangueira, o prêmio era de 500 reais ao samba campeão, mas como já falei anteriormente, não vim aqui por dinheiro, mas por amor a nossa escola, até porque, minhas despesas com viagem foi bem mais que isso.
Fiquei sabendo que eram apenas três participantes e, nas minhas caminhadas pela vila também me falavam qual samba seria campeão pois já tinham escolhido e não era o meu. Isso na parte da tarde antes da decisão que seria a noite.
À noite depois que todos os sambas foram apresentados, pediram que todos cantassem novamente e alegaram que faltou ensaio para o meu trabalho. Naquele momento, percebi que os comentários pelos bares da vila estavam começando a se encaixar.
Depois da segunda apresentação, esperamos o resultado e o que não foi surpresa para mim. Perdi por um 01 décimo, se fosse dez milhões daria no mesmo, se tivessem me falado que o samba já tinha sido escolhido, eu nem tinha apresentado o meu trabalho e não foi só eu que fui feito de bobo, todas as pessoas que ali estavam também assistiram a esse fato inédito, onde o jurado se levanta e canta o samba campeão. Será que é a evolução do carnaval? Isso eu ainda não tinha presenciado, tendo participado de tantos festivais em Porto Alegre e região Metropolitana. É preciso ter mais respeito com as pessoas, eu não entrei ontem na Vai Mesmo, eu tenho uma história nessa entidade queiram ou não.
Vou ficar torcendo por dias melhores para a nossa escola e junto a letra do samba que eu fiz.

E. S. VAI MESMO – CARNAVAL 2016

“Vai Mesmo canta O Morro da Mangueira Berço da Estação Primeira”

Autor: Airton Alves Bittencourt

*Sou Vai Mesmo e também Mangueira
Subindo o morro de trem 
Pra Estação Primeira
A festa vai começar
Dá pra sentir a emoção
Bate no peito, é verde e rosa essa paixão

Mangueira, no morro o progresso e o samba
Celeiro de bambas
Patrimônio cultural, cultural
É tão linda a nossa Escola
Obra-prima de cartola
Brilhando nesse carnaval

Vem, tomando conta da Avenida
Ela que é a mais querida
Quanta beleza, meu amor
Musa, principal na passarela
Eternamente a mais bela
Nos versos do compositor

*Teu cenário é uma beleza
Me dá força o teu axé
Presente da mãe natureza
Dança o negro que tem fé

Com a benção de São Cristóvão pra gente
Nosso Pavilhão vai na frente
Arrastando a multidão
Mestre-sala e porta-bandeira
Esse surdo é de primeira
Que saudades Jamelão

Sem desigualdade
O sonho da comunidade
É o nosso programa social
Vidas transformando o dia a dia
Muito mais cidadania
Desenvolvimento mundial

Olímpica, nossa vila formando cidadão
Referência esportiva é campeão
Dançando para não dançar
Chiquinho e Agrinaldo 
Tia Alice e a Marrom
Zica e Neuma é nesse tom
Mangueira do amanhã, é o que virá

Sou Vai Mesmo e Também...

*Bis