Coluna do Airton Bittencourt

Airton Bittencourt
Colunista do site

Amizade verdadeira...existe?
Daniele Leite

No decorrer de nossas vidas, em nosso dia a dia, conhecemos várias pessoas, seja no prédio onde moramos, na escola, no trabalho, no trânsito, no consultório médico... Enfim, em um dia várias pessoas “passam” por nossas vidas.
Dessas, algumas nunca mais veremos, já outras passamos a ter um contato maior, por diversos motivos: por trabalharmos juntos, estudarmos na mesma sala, frequentar os mesmos lugares, ou ainda simplesmente por pura afinidade.
Ocorre que nas fases de nossas vidas vamos conhecendo pessoas, e o tempo vai passando. Algumas perdemos contato, pois seguimos diferentes caminhos, acabamos por nos afastar.
Mas existem pessoas que, mesmo seguindo novos caminhos, mesmo em rumos completamente diferentes, o tempo e nem a distancia não foram capaz de separá-las. Mesmo depois de muitos anos, ainda temos essas pessoas em nossas vidas!
Essa sim é uma verdadeira amizade!
Estiveram juntos em diversas situações deliciosas de recordar: passeios, encontros, festas, baladas, aniversários, viagens, casamentos, etc. Momentos ótimos que, ao relembrá-los, nos proporcionam uma sensação maravilhosa! Mas não podemos esquecer que houve também momentos tristes: brigas, desentendimentos, conflito de opiniões, separações e velórios dos familiares. Independente da situação, o verdadeiro amigo esteve e estará sempre ao seu lado.
Aí paro pra pensar: ainda existe esse tipo de amizade? Ainda hoje, com a tecnologia tão presente em nossas vidas, existem verdadeiras amizades?
Sim, posso garantir que sim! Mesmo depois de tantos anos e muitos acontecimentos, existem amizades que superam toda e qualquer dificuldade e permanecem firmes e duradouras!
São pessoas que vibram com você por cada conquista alcançada! Sabem o quanto você se esforçou e lutou por esse sonho! Acompanharam cada degrau que subiu e no dia da vitória estão juntas para comemorar com alegria e sinceridade! E estão contigo nos momentos tristes também! Apenas pelo olhar, sabem quando precisa de uma palavra amiga e sabem respeitar aquele momento em que você precisa apenas estar em sua companhia. Apenas sua presença é suficiente para acalmar-te.
Mas lembre-se: amigos assim são raros! Se a pérola e o diamante são considerados raros e preciosos, um verdadeiro amigo é mais precioso ainda!
Para encerrar esse texto, gostaria de compartilhar um poema de Fernanda Pessoa, o qual gosto muito e representa fielmente “A Verdadeira Amizade”:
"Meus amigos são todos assim: metade loucura, outra metade santidade. Escolho-os não pela pele, mas pela pupila, que tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. 
Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta. Não quero só o ombro ou o colo, quero também sua maior alegria. 
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto. 
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. 
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. 
Não quero amigos adultos, nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice. Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto, e velhos, para que nunca tenham pressa. 
Tenho amigos para saber quem eu sou, pois vendo-os loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que a normalidade é uma ilusão imbecil e estéril"
#Fernando Pessoa