Famílias atingidas pelo temporal precisam de ajuda

Foto: Nadine Kowaleski Ribeiro / Especial
Pelo menos seis cidades da Região Central sofrem com os efeitos da chuvarada e da queda de granizo. Os piores casos foram registrados em Itaara, Mata, Nova Palma, Santiago, Santa Maria e São Gabriel. Por toda a região, há estradas e rodovias bloqueadas e alagadas.
"Achei que a casa inteira ia desmanchar", diz moradora de Itaara atingida pela chuva de granizo.
Nos municípios, as prefeituras estão distribuindo lonas e arrecadam doações de colchões, alimentos e roupas para ajudar as famílias mais prejudicadas com a chuvarada.
Veja como doar:
Chuva de granizo de 10 minutos destrói telhados de mais de 600 casas em Santiago

Itaara
– São necessárias doações de colchões e cobertas com certa urgência. Além disso, também podem ser doados roupas para crianças e alimentos
– As doações estão sendo recebidas no Ginásio de Esportes Pinto Ribas e na prefeitura. Também podem ligar para os telefones (55) 9623-1326 ou 3227-1122 .
– Segundo levantamento preliminar, 80% das casas tiveram algum dano. Foi disponibilizada lona para pelo menos 300 casas e a Defesa Civil irá fazer levantamento das telhas.

Santiago
– O principal problema é lona para tapar os furos das casas e telhas. 
– Ainda não foi registrada a perda de alimentos.
– As doações podem ser feitas nos bombeiros, na Defesa Civil e na prefeitura.

São Gabriel
– Doações podem ser feitas por meio de contato com a Assistência Social da cidade ou com a Defesa Civil, pelo telefone (55) 9606-2454.
– Quem quiser doar, pode entrar em contato que as equipes vão buscar as doações.
– Até o momento, o mais urgente são lonas, telhas e colchões.
– Pelo menos 50 famílias estão desabrigadas e a Defesa Civil continua retirando moradores das áreas de risco.

Mata
– Doações podem ser feitas na Igreja Matriz da cidade ou na Assistência Social.
– Podem ser doados roupas, calçados, colchões e alimentos.

Santa Maria
– Estão recebendo as doações na Secretaria de Assuntos Comunitários, que fica na Rua Dr Pantaleão, 200. Quem não tiver como levar até lá, pode ligar para o telefone 3921-7148, que mandam equipes para buscar.
– É mais urgente a doação de alimentos, roupas, calçados e, principalmente, colchões.

Fonte: Diário de Santa Maria