Prefeito reune defesa civil e confirma kits de apoio as famílias desalojadas durante as cheias

O prefeito Roque Montagner anunciou que a Defesa Civil do Estado vai auxiliar as famílias de São Gabriel com a destinação de kits de higiene pessoal e de limpeza e ainda com colchões e cestas básicas. A confirmação aconteceu durante reunião das secretarias integrantes da DC municipal com o representante da DC estadual, major Rinaldo da Silva Castro, Coordenador Regional. O encontro aconteceu na tarde desta terça-feira, 13, no Gabinete do Prefeito, na Prefeitura Municipal de São Gabriel.
Em razão das fortes chuvas que atingiram um grande número de municípios nos últimos dias, o governador José Ivo Sartori assinou, na terça-feira, 13, decreto coletivo de situação de emergência. O decreto abrange inicialmente 26 cidades, conforme levantamento da Defesa Civil. São Gabriel foi incluído na relação, mas novos municípios podem ser incluídos ao longo da semana. “Por isso está sendo possível incluir a comunidade gabrielense na relação de beneficiários”, explica o prefeito.
A Prefeitura de São Gabriel tem 10 dias para apresentar relatórios de danos que justifiquem o Decreto de Situação de Emergência assinado pelo prefeito na tarde de sexta-feira, 09, e garante a homologação pelo Governo do Estado.
Em São Gabriel, entre quinta-feira, 08, e domingo, 11, choveu cerca de 300 milímetros, mais que o dobro normal para todo o mês de outubro. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social, 123 famílias ficaram desalojadas. Estas pessoas começaram a retornar para as residências na manhã desta terça-feira. “A situação é grave, pois quatro famílias perderam tudo e outras 119 necessitam de auxilio imediato”, comenta o prefeito.
A Defesa Civil arrecadou mais de 30 mil peças de agasalhos e duas toneladas de alimentos. Mais de 300 famílias foram assistidas.
O Governo Municipal ainda aguarda relatórios das Secretarias de Serviços Urbanos e de Transportes que revelarão os números dos prejuízos na malha viária do Município.
Também deverão ser analisados prejuízos privados. A Secretaria de Agricultura informou que 70% das regiões do interior ficaram entre 4 e 5 dias sem energia elétrica. “Isso causou prejuízos para pequenos produtores, com carnes e leites estragos”, argumenta o prefeito.

DOAÇÕES:
As arrecadações continuam. Com postos de arrecadações centralizados nas Secretarias de Desenvolvimento Social e de Agricultura, ambas na zona norte da cidade, as doações continuam sendo contabilizadas. Há falta de cobertores, colchões, móveis e alimentos.
“A situação só não é ainda pior, porque os nossos cidadãos foram solidários e se mobilizaram em apoio a Defesa Civil. A nossa população está de parabéns. Fica o nosso reconhecimento público à todos os envolvidos neste grande ato de solidariedade humana: Guarnição Federal SG, representada pelos coronéis Félix e Lupchinski; Secretarias de Governos e seus colaboradores; Corpo de Bombeiros, Brigada Militar e Polícia Civil; lideranças de bairros, evangélicos, movimento tradicionalista e voluntários”, finalizou o prefeito.