Textículos do Mário Mércio

Mário Mércio
Escritor e Colunista do site

ATIVISTA DE POLTRONA

Sobre as fotos com a cor da bandeira da França no facebook e a não contemplar Mariana no mesmo espaço é de se pensar.
A ideia era e é apoiar as vítimas e se solidarizar com os irmãos franceses, um país que já esteve no Brasil nos colonizando. Há uma história por trás destes sentimentos. Nossa infância foi cheia de recordações, palavras e citações em francês. Estudava-se esta língua nas escolas.
Mas dai surge a pergunta que não quer calar: Existe um critério objetivo que permita escolher quais vítimas apoiar?
Talvez essa seja a pergunta errada que se faz, que se critica e que se alardeia nas redes sociais.
Não é falta de patriotismo não, usara bandeira da França e não a lama de Mariana. Isso pressupõe a necessidade de escolha. Como se paixão, solidariedade sensibilidade, fossem recursos limitados e escassos a algumas pessoas. Errado! Pode-se pensar que quanto mais os franceses ganham apoio, menos os brasileiros angariam donativos. Errado!
É fácil descobrir o que existe por trás dessa onda de fotos com cores francesas. Lógico o culpado é o próprio facebook, pois foi ele que disponibilizou essa possibilidade logo de imediato quando as TVs alardeavam a chacina. E não disponibilizou nada sobre Mariana.
Também há a comoção mundial com um fato que TODOS estão sujeitos e o caso de Mariana é puramente brasileiro, com as cores verde e amarelo.
Então as críticas são infundadas! Justiça seja feita.
Mas a verdade é que uma ação ou reação manifesta sobre qualquer desastre humano aumenta as chances de que a próxima tragédia não passe desapercebido, foi assim com a Kiss e muitas outras.
É muito melhor falar nessa s tragédias que falar de futebol e de novelas ou mesmo de nosso cãozinho bonito e sapeca ou mesmo fofocar sobre nosso trabalho ou vizinhos. Por que?
Porque isso ajuda a politizar uma sociedade que durante tanto tempo achou que não se estressar com política era uma opção viável e deu no que está dando...
Hoje, essa mesma sociedade, através das redes sociais, meio mais à mão, expressa em comunicação de massa definindo o que pensa e ainda sugere, opina, critica ou elogia.
Sim, é o ATIVISTA DE SOFÁ, de poltrona, de cadeira que tomando seu chimarrão ou o cafezinho pensa e produz sua opinião e como se diz.... De gota em gota se enche o balde.
Então meu amigo, não é falta de compaixão do povo com MARIANA não, é falta de meios de postar uma foto suja de barro. O facebook não é brasileiro, é mundial e no mundo a França é mais importante e famosa que o Brasil, ou alguém tem dúvida disso?