Jornalista Gabrielense é agraciado com Prêmio Direitos Humanos

O Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo, concedido pela Seccional da OAB do Rio Grande do Sul, Movimento Justiça e Direitos Humanos do Rio Grande do Sul, e Regional Latino-Americana da União Internacional de Trabalhadores – UITA, todos os anos agracia profissionais de imprensa que produzem reportagens-denúncia de violações dos direitos humanos. Neste ano de 2015, um gabrielense está entre os agraciados. Trata-se do jornalista Carlos Ismael Moreira, que juntamente com o repórter Eduardo Torres foi vencedor do terceiro lugar da categoria Reportagem, com a matéria “Adolescência Assassinada”, publicada simultaneamente em Zero Hora e Diário Gaúcho.
A 32ª edição do Prêmio foi entregue nesta quinta-feira, 10 de dezembro, em Porto Alegre. A reportagem expôs dados até então desconhecidos sobre a Segurança Pública do Estado, revelando que um adolescente é assassinado a cada três dias no Rio Grande do Sul. O trabalho de reportagem desenvolvido por Carlos Ismael e Eduardo Torres foi ao encontro das famílias queperderam seus jovens, relatando suas histórias e buscando responder indagações sobre este drama social.
Carlos Ismael Moreira é graduado em Jornalismo pelo IPA, e antes da graduação aproximou-se da atividade atuando em órgãos locais, como o Jornal “O Imparcial” e como colunista do site Coluna Ponto de Vista.