Aulas iniciam no dia 29. Este ano, rede municipal terá cerca de 6,2 mil alunos

O calendário escolar das instituições públicas e privadas foi definido para o ano de 2016. As aulas devem começar entre os dias 22 e 29 de fevereiro, com término até o dia 23 de dezembro. O recesso escolar ocorre entre 21 e 31 de julho. Em São Gabriel, de acordo com a Secretaria Municipal de Educação (SEME), a abertura oficial acontecerá no dia 25 com a realização de um Congresso Técnico que terá como principal atração a palestra com o professor Max Haetinger, formado em Educação Física, Artes Cênicas e Economia pelas Universidades Federal do Rio Grande do Sul e PUC-RS. Além disso ele é pós-graduado em Informática na Educação, Psicopedagogia, Técnicas de Expressão Criadora, Mestre em Educação e em Educação a distância e alunos especial do Doutorado em Informática na Educação. Cerca de 500 professores participarão do Congresso Técnico, que acontecerá no clube Banana Café, a partir das 13h30min.
A apresentação dos professores em suas respectivas escolas acontecerá no dia 26. O início das aulas nas instituições da rede pública municipal acontecerá no dia 29 de fevereiro. Este ano, a SEME trabalha com uma perspectiva de público superior a 6,2 mil alunos, cerca de 200 estudantes a mais se comparado com 2015 e mais de 900 em relação a 2014.
Conforme a secretária de Educação do Município, professora Nilvanês Jobim, o acréscimo no número de alunos tem relação direta com a ampliação de vagas na ensino infantil. Este ano, a SEME tem cerca de 1.200 crianças matriculadas em escolas de educação infantil.
Conforme a secretária, o aumento é resultado de um trabalho do setor e um projeto de governo voltado ao bem estar das crianças e das famílias. O que também influencia neste resultado é o fato de o Município ter que se adequar ao Plano Nacional de Educação (PNE) criando novas vagas para crianças de 4 e 5 anos na Educação Infantil e outras nas creches para de zero a 3 anos, ainda este ano.
Para atingir esta marca, as novidades na rede, em 2016, são a abertura de uma nova Escola de Educação Infantil no prédio da antiga Escola Evaristo Macedo Casado, no Bairro São Clemente, beneficiando diretamente 100 famílias, e ainda a formação de uma parceria com o Estado, tornando possível a instalação de três turmas de Pré-Escolar na Escola José Sampaio Marques Luz.
Dos 6,2 mil alunos previstos para este ano, a SEME tem toda uma estrutura preparada para atender cerca de 230 que necessitam de atendimento especial. Para isso tem profissionais capacitados em salas de recursos que funcionam em horário inverso e salas de aulas preparadas para garantir a inclusão e socialização dos estudantes. De acordo com a Coordenadora do Setor de Inclusão da SEME, professora Jaqueline Pinheiro, a dificuldade está na conscientização de alguns pais. "É preciso que os pais encaminhem os filhos para as Salas de Recurso. Hoje, ainda existe muita resistência dos responsáveis. É lamentável, pois estamos vendo que quem participa das atividades tem tido melhores resultados dentro de sala de aula", finaliza.