Preencha seu cadastro e um consultor vai até você

Image and video hosting by TinyPic

Audiência Pública sobre o mormo tem grande participação de público

Atendendo aos anseios da comunidade tradicionalista local, que teve muitas dúvidas a respeito, a Câmara de Vereadores de São Gabriel realizou mais uma Audiência Pública na noite de quinta-feira (12), sobre as regulamentações a respeito do mormo, doença infecciosa que atinge equinos e que causou dúvidas e transtornos no Estado. Promovida pelos vereadores Marcos Vieira e Vagner Aloy (Maninho), do PSDB, a audiência teve a participação do deputado estadual Jorge Pozzobom, também do mesmo partido.
Pozzobom é autor do projeto de lei nº 67, que amplia de dois para seis meses o prazo de validade dos exames que detectam o mormo e salvaguardam os animais. A audiência também serviu para que os tradicionalistas, profissionais veterinários e produtores pudessem se manifestar a respeito das questões, como os altos custos do exame, a escassez de laboratórios autorizados pelo Estado e as consequências trazidas pela doença e suas incertezas, como os impactos na economia local.
O objetivo da audiência, segundo os vereadores, é para que o Poder Público estadual traga soluções para o problema. "Vamos buscar ouvir os anseios de vocês para que o Secretário da Agricultura possa tomar conhecimento da necessidade de preservarmos ao mesmo tempo os animais e também fazer com que a tradição não saia prejudicada, ainda mais que também move com a economia local", frisou o vereador Maninho. Ao final da mesma, ficou proposto que uma comissão será formada para acompanhar o caso e será buscada uma audiência com o Secretário Estadual da Agricultura, Ernani Polo. 
Participaram também da audiência, o Patrão da Coordenadoria Tradicionalista Municipal (CTM), Márcio D'Ávila; os veterinários Brunéle Chaves, da Inspetoria Veterinária e Georges Kodayssi Filho, da Prefeitura Municipal; e o delegado de Polícia, José Ribeiro Bastos.