Implantação de Estacionamento Rotativo e Guarda Municipal vai ser votada na Câmara Municipal

Os números apresentados pelo Órgão Municipal de Trânsito (OMETRAN), durante audiência pública na Câmara de Vereadores, na noite de terça-feira (12), revelaram na prática o que na teoria já preocupava há muito a população de São Gabriel: o trânsito de veículos, principalmente na área central da cidade, está virando um caos.
O relatório apresentado pelo presidente do OMETRAN, Roberto Roque Venturini, convenceu os vereadores e o público presente na sede do Legislativo. No final do encontro ficou confirmado que o projeto de implantação do Estacionamento Rotativo e Guarda Municipal será analisado e votado na Câmara Municipal. A expectativa é de que, se aprovada, a proposição entre em vigor no segundo semestre ou em 2017.
O relatório do OMETRAN mostra que São Gabriel tem uma frota superior a 28 mil veículos e pouco mais de 20 mil condutores. O número indica que cerca de 8 mil pessoas tem mais de um automóvel ou dirigem sem habilitação. A informação, divulgada pelo dirigente do OMETRAN, reforça a necessidade de fiscalização no trânsito.
A falta de vagas no centro de São Gabriel e o volume intenso de automóveis em via pública, dificultando a movimentação na área central, também deram embasamento ao pedido de retorno do projeto ao Legislativo.
Pesquisa feita pelo OMETRAN constata que existem motoristas que ocupam vagas por um período que varia de 8 a 12 horas durante o dia. “Alguns carros são deixados pela manhã e só são retirados do local durante a noite”, explica.
A falta de conscientização e necessidade de reeducação dos motoristas é o que justifica a formação de uma Guarda Municipal. Hoje, o OMETRAN tem uma média histórica de cerca de 300 infrações de trânsito (de responsabilidade do Município) durante o ano, o que indica menos de uma ocorrência por dia. Venturini disse que esses números não condizem com a realidade. “O que falta, na verdade, é fiscalização”.
O comandante da Brigada Militar de São Gabriel, Major Anibal Menezes da Silveira, complementou a informação incluindo números de infrações estaduais, que seriam: dirigir sem CNH, embriagado e outras do gênero. Segundo ele, seriam mais 300 infrações por ano, o que aumenta a estatística para quase duas situações por dia.
Quanto maior o fluxo de veículos em via pública, maior é o estresse e maior é a possibilidade de acidentes. A BM registra, em média, 50 ocorrências por mês.
De 2007 a 2013, São Gabriel registrou 46 casos de mortes no trânsito. Os números de 2014 a 2016 ainda não foram contabilizados, mas como já aconteceram acidentes com vítimas fatais neste período, um novo relatório deverá chegar a 50.
O projeto que será analisado pelo Legislativo mostra a necessidade de Estacionamento Rotativo atualizada com a disponibilização de cerca de 1000 vagas, formando um quadrado virtual entre as ruas Celestino Cavalheiro, Plácido de Castro, Mascarenhas de Moraes e Barão de São Gabriel.