Polícia investiga dois casos de estupro de vulnerável em São Gabriel

A Polícia Civil de São Gabriel instaurou inquéritos para investigar dois casos de suspeita de estupro de vulnerável no município. As vítimas são uma menina de dois anos e um menino de oito.
O delegado José Bastos, titular da delegacia de polícia em São Gabriel, relata que denúncias indicaram que uma menina vinha sendo molestada pelo namorado da mãe, pelo menos desde julho deste ano. Pessoas que cuidavam dela suspeitaram de dores das quais a menina reclamava, com frequência, na região do órgão genital.
Bastos explica que a investigação tramita em sigilo, mas é possível antecipar que a menina será levada para atendimento psicológico, já que a constatação clínica do abuso é difícil, e que as pessoas que denunciaram o caso serão chamadas para prestar depoimento. Após, a mãe, suspeita de negligência, e o namorado serão ouvidos.
A menina está vivendo com avós desde que o avô dela ficou sabendo do caso, situação que deve se manter assim até a conclusão do inquérito.
O outro caso é de um menino de oito anos que teria sido obrigado a praticar sexo oral em um idoso de 65 anos, no início deste mês. A mãe da criança contou à Polícia Civil que ele contou detalhes do abuso. O suspeito é vizinho da família.
Quando ficou sabendo do caso, o irmão da criança, de 16 anos, esfaqueou o idoso, que foi socorrido e encaminhado ao Hospital Santa Casa de Caridade. Após, foi liberado.
O delegado Bastos explica, como no outro caso, testemunhas são ouvidas e a criança será encaminhada para atendimento psicológico. Além disso, haveria um vídeo, do qual a polícia não teve acesso, que teria registrado o abuso.