Preencha seu cadastro e um consultor vai até você

Image and video hosting by TinyPic

Duas escolas municipais se destacam com notas elevadas no IDEB

A meta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos anos iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º) para 2015 foi alcançada por 74,7% das redes municipais. O resultado demonstra o esforço dos municípios, que respondem por 82,5% das matrículas nesse nível de ensino na rede pública. As informações são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).
O índice nos anos iniciais do Ensino Fundamental vem evoluindo progressivamente desde que o Ideb começou a ser calculado, em 2005, permitindo o monitoramento das escolas e das redes de ensino. O Ideb passou de 3,8, em 2005; para 5,5, em 2015, superando as metas estipuladas. Este ano, apenas três estados não alcançaram as metas: Amapá, Rio de Janeiro e Distrito Federal.
Os anos finais do Ensino Fundamental também melhoraram no índice, passando de 4,2, em 2013; para 4,5, em 2015; embora não tenham alcançado a meta para este ano, de 4,7. Nesse nível de ensino as responsabilidades estão divididas: a rede estadual responde por 43,6% dos alunos e a rede municipal, por 41,7%. Cinco estados superaram a meta: Goiás, Ceará, Mato Grosso, Amazonas e Pernambuco.
Em São Gabriel, a Rede Municipal de Educação comemora o índice atingido nas avaliações de 2015. O 5º Ano (série iniciais) foi avaliado, atingindo a média de 4,7 que tinha projeção de 4,3.
A secretária de Educação, professora Branca Wiesel, admite que muitas escolas não foram avaliadas ou não tiveram os resultados divulgados por não atenderem os pré-requisitos como número de alunos mínimo no dia da avaliação ou número de matriculados.
A SEME acredita que este resultado demonstra que a educação, no Município, está no caminho certo, "pois desde 2013, as notas ficam acima da projeção. Esses resultados são reflexos do trabalho das escolas, do comprometimento dos professores e principalmente de investimentos em formação continuada", comenta a secretária.
Branca ainda destaca as notas obtidas por duas instituições de ensino do Município, se destacando por terem superado as projeções individuais. São elas, Ginásio São Gabriel e Brandina Mello.
A Secretaria de Educação informou que as séries finais não foram avaliadas, uma vez que em 2015 a maioria das escolas ainda não tinha 8ª Série / 9º Ano.

COMO É CALCULADO O IDEB:
O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é um indicador de desempenho da educação brasileira divulgado a cada dois anos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia do Ministério da Educação (MEC). O Ideb relaciona duas dimensões: o desempenho dos estudantes em avaliações de larga escala e a taxa aprovação. O desempenho é calculado a partir da Prova Brasil/Saeb, quando os estudantes do 5º e do 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino médio são avaliados em Leitura e Matemática. Os dados de aprovação são verificados a partir do Censo Escolar da educação Básico, realizado anualmente. O Ideb é calculado para escolas e para sistemas de ensino que monitoram o seu desempenho em relação a metas individuais pactuadas com o governo federal. O índice varia de 0 a 10: quanto maior for o desempenho dos alunos e o número de alunos promovidos, maior será o Ideb.