Secretaria da saúde do Estado dá sinal verde para a conclusão da UTI Pediátrica de São Gabriel

A Frente Parlamentar em Defesa da Saúde da Fronteira Oeste recebeu sinal positivo para a conclusão da UTI Pediátrica de São Gabriel. Em reunião na segunda-feira (18/09) com vereadores e secretários da Saúde da fronteira oeste, o secretário da Saúde, João Gabbardo dos Reis, prometeu o credenciamento da unidade para atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Para o vereador Vagner Aloy (PDT), Maninho, o encontro na Capital foi positivo por dar garantias para a abertura da unidade após 11 anos de espera.
“A gente saiu muito feliz. O secretário disse que o Estado tem interesse em ter uma UTI Pediátrica na região”, afirmou.
A Frente Parlamentar reúne vereadores e secretários da Saúde de 11 municípios da Fronteira Oeste. O grupo busca o credenciamento na 10ª Coordenadoria Regional de Saúde (10ª CRS), a fim de viabilizar a abertura da unidade, que foi construída há 11 anos na Santa Casa de São Gabriel mas nunca funcionou.
Para garantir o recurso mensal de manutenção, o projeto da UTI terá de passar por alguns trâmites legais. O primeiro será a mudança no status do serviço para a categoria de urgência e emergência. Dessa forma, o SUS poderá liberar uma verba maior ao hospital. Do jeito que está atualmente, o governo federal asseguraria o valor de R$ 478 por dia de internação, o que é insuficiente para cobrir os gastos da unidade. Maninho explica que, com a mudança no projeto, será possível acrescentar um aditivo ao valor da diária, cobrindo os custos do serviço.
A equipe técnica da Santa Casa começará a tratar das alterações a partir da próxima semana.
O vereador adianta que, vencida essa etapa, as Câmaras de Vereadores da Fronteira Oeste vão contribuir com R$ 855 mil, investimento necessário para concluir a implantação da UTI Pediátrica, incluindo a compra dos aparelhos médicos que faltam. O consórcio entre os 11 municípios foi definido em julho.
A previsão é que a UTI Pediátrica entre em atividade em 2018, para reforçar o atendimento a crianças a partir dos 29 dias de vida até os 14 anos. Serão 10 leitos para internação.
O consórcio reúne Alegrete, Barra do Quaraí, Itaqui, Maçambará, Manoel Viana, Quaraí, Rosário do Sul, Santa Margarida do Sul, Santana do Livramento, São Gabriel e Uruguaiana.

Comentários