Últimas

Ex-secretário questiona declarações da Prefeitura e diz que 90% da obra ficou pronta

Ladislê Teixeira questionou notícia
A redação do Coluna Ponto de Vista recebeu contato na noite de ontem do ex-secretário da Agricultura, Ladislê Teixeira, que integrou o Governo Roque Montagner.
Ladislê questionou a reportagem publicada  pelo site, oriunda de release da Prefeitura, onde segundo ele, as informações não estariam corretas.
Na notícia é informada que no projeto inicial do “Água na Escola” que incluiu a Escola Baltazar Teixeira da Silveira previa apenas a aquisição da bomba para o poço artesiano que existia na comunidade, num recurso de R$ 6 mil.
"Foi deixado pela secretaria na gestão em que fui secretário a caixa d'água com estrutura colocada no local, além de 2.600 mts de mangueira e o poço perfurado em parceria com a Corsan. Devido as burocracias do serviço público não foi possível terminar em tempo, faltando apenas a bomba com o painel de controle que custaria R$ 6.000,00. Entretanto, foram deixados R$ 32.000,00 na conta do FUNDER para término da execução do poço", destacou Ladislê Teixeira.
Questionado sobre o fato do poço artesiano estar ocioso, o ex-secretário da Agricultura disse que faltou interesse do atual governo em terminar a execução do mesmo, pois segundo ele, 2 anos do governo é tempo suficiente para se adquirir uma bomba e fazer o término da obra.
Ladislê encaminhou a redação algumas fotos, onde segundo ele, mostram que a estrutura e a caixa já teriam sido deixadas na localidade do Cerro do Ouro, fixas no local próximo ao poço, além das mangueiras que já estariam de posse do presidente da comunidade, além do poço já estar perfurado.





"Deixamos 90% do trabalho concluído, faltando apenas a bomba que não tive tempo para comprar mas os recursos autorizados pelo COMDAGRO ficaram garantidos na conta do FUNDER", finalizou.

NOTA DA REDAÇÃO:
O Coluna Ponto de Vista tentou contato com a Comunicação Social do município e até o presente momento não obtivemos retorno. 

Nenhum comentário