Últimas notícias

PDT debate cenários a cinco meses das eleições

Cinco meses antes do início da campanha eleitoral de 2018, o Diretório Municipal do PDT – Partido Democrático Trabalhista de São Gabriel, reuniu-se na sede da Associação Comercial e Industrial de São Gabriel, na noite de segunda-feira, 7 de maio, para debater os cenários relativos à eleição nacional e estadual, definir estratégias e nomes de candidatos preferenciais, estabelecer a posição local sobre as alianças nacionais da sigla e tratar do processo de eleição dos movimentos internos, como a Ação da Mulher Trabalhista e Juventude Socialista. A reunião foi dirigida pela presidente da Executiva Municipal do PDT, Juliana Medeiros, com a presença do presidente de honra da sigla em âmbito municipal e membro do Diretório Estadual, o prefeito Rossano Gonçalves, o líder da bancada vereador Antônio Pedro “Pepeca” Bertazzo, membros do diretório e filiados ao partido. 
O principal debate se travou em torno das candidaturas majoritárias do partido, que tem o ex-governador cearense Ciro Gomes para a Presidência da República e o ex-ministro da Educação e ex-prefeito de Canoas, Jairo Jorge, para o governo do Estado. A maioria dos diretorianos se manifestou ressaltando que rejeita a hipótese de aliança com o PT, PSOL e PC do B tanto no plano nacional quanto no plano municipal. “Vamos elaborar um documento com a posição formal do diretório a este respeito, porque a base partidária tem que subsidiar nossos dirigentes nacionais com nossos anseios verdadeiros”, declarou a presidente Juliana.
O prefeito Rossano Gonçalves destacou que tem que defendido que o partido defenda abertamente o plebiscito sobre a venda das estatais CEEE, Sulgás e CRM, proposto pelo governo estadual. “Não me interessa que tenha sido proposto pelo PMDB. Acredito que o PDT deve defender esta bandeira por coerência. Foi o PDT quem colocou na Constituição Estadual a obrigatoriedade de plebiscito sobre venda de estatais, por iniciativa do então deputado Vieira da Cunha. O povo gaúcho tem que ter o direito de se pronunciar pelo voto, se quer continuar mantendo estatais com dívidas altíssimas e altos salários em vez de pagar em dia os professores, brigadianos e os hospitais”, ressaltou. 
O partido também vai lançar os editais internos para eleição da Ação da Mulher Trabalhista e da Juventude do PDT. São cotados para assumir estes órgãos a militante trabalhista Neusa Xarão (AMT) e o acadêmico de Direito Pablo Bragança (JS).

Nenhum comentário