terça-feira, 7 de agosto de 2018

Dia do Jornalista e da imprensa é criado em homenagem a Pedro Bernardino de Moura

A Câmara de Vereadores aprovou o Projeto de Lei, de autoria do vereador Márllon Mendes Maciel (PP), que cria o “Dia do Jornalista e da Imprensa” em São Gabriel, na última segunda-feira, a ser comemorado no dia 1º de agosto de cada ano em homenagem a data de nascimento do jornalista Pedro Bernardino de Moura.
Bernardino foi o fundador do primeiro jornal que circulou em São Gabriel, no século 19. Carioca de nascimento mudou-se para São Gabriel, onde em junho de 1850 fundou “O Artilheiro”, jornal independente que focava em temas políticos até então censurados ou encobertos.
Fundou também O Jaguarense, em Jaguarão e o Echo do Sul, de Rio Grande, chegou a ser preso por ter cometido “crime de imprensa”, mas foi perdoado por Dom Pedro II. Casou-se em 1858 com Benjamina Rosa de Azevedo, com quem teve 3 filhos, Isolina, Euclides e João Itiberê. O jornalista morreu em 1881, aos 53 anos de idade.
Para o vereador Márllon, o Dia Municipal do Jornalista e da Imprensa é uma forma de o Poder Público enaltecer a liberdade de imprensa e reconhecer o caráter histórico e a importância dos profissionais de jornalismo de São Gabriel, que têm uma missão social de informar e levar conhecimento à população.