sábado, 11 de agosto de 2018

Eles foram pais este ano

No Brasil, o segundo domingo de agosto é quando a maioria das famílias se reúne para, em um gesto de carinho, presentear os patriarcas. Mas, ao contrário do que muitos afirmam, o Dia dos Pais não foi criado apenas para estimular o comércio. 
O primeiro Dia dos Pais no Brasil foi comemorado no dia 14 de agosto, o que coincidiu com o aniversário de São Joaquim, considerado o patriarca da família. 
De acordo com as professoras Fernanda Braga Chaveiro de Assis e Leia Almeida da Silva Costa, a data surgiu mesmo para homenagear os pais. Fernanda explica que, em 1909, uma menina americana chamada Sonora Louise Dodd resolveu criar a data em Washington, nos Estados Unidos, para mostrar a seu pai, John Bruce Dodd, que ela tinha orgulho de sua superação. Ele havia perdido a esposa em 1898, que faleceu ao dar à luz o sexto filho. John criou todos sozinho, sendo sempre carinhoso e responsável, o que motivou Sonora. 
A menina escolheu o dia do aniversário do pai, 19 de junho, como a data comemorativa. Em 1924, o presidente Calvin Coolidge apoiou a ideia nacionalmente. Mas foi só em 1966 que o então presidente Lyndon Johnson oficializou o terceiro domingo de junho como Dia dos Pais nos Estados Unidos. 
Aqui no Brasil, a data é festejada desde 1953, quando o publicitário Sylvio Bhering importou a ideia. De acordo com a professora Leia, o primeiro Dia dos Pais brasileiro foi comemorado no dia 14 de agosto, coincidindo com o aniversário de São Joaquim, considerado o patriarca da família. Desde então, oficializou-se homenagear os pais no segundo domingo de agosto. 
Em muitos países, o Dia dos Pais ainda é comemorado no terceiro domingo de junho. Mas há, pelo menos, 19 datas para celebrar esse dia ao redor do mundo.
E para conversar sobre esta sensação de ser pai, o Coluna Ponto de Vista ouviu alguns gabrielenses que tiveram este privilégio em 2018.

Ladislê foi pai pela quinta vez
O primeiro deles, não é marinheiro de primeira viagem não pois, pela quinta vez, ouviu o: "parabéns papai", o ex-secretário da Agricultura, Ladislê Teixeira.
"Tenho 5 filhos com o que nasceu este ano. E procuro distribuir o carinho igual para todos, para evitar o ciúmes, onde, graças a Deus, os meus filhos não são ciumentos", enfatizou. Sobre a sensação, Teixeira se emociona ao comentar:
"Bah, é um sensação indescritível, um amor sem explicação, transforma a vida da gente. É o maior presente que Deus me deu, com eles não existe tristeza, frustração e nem stress, basta olhar para meus filhos e tudo passa", frisou.



João Guerreiro foi pai de um menino este ano

O professor de invernadas e estudante de Educação Física, João Guerreiro, que foi pai do seu segundo filho no dia 30 de janeiro comentou a sensação de ser pai novamente:
"Meu menino veio agora em 2018 e foi a melhor sensação e a de ser pai, na hora do nascimento do João Francisco tive a honra de ver seu nascimento, meu coração parecia que ia sair pela boca (risos), mas foi um momento muito importante", destacou.


Tairone com os filhos Gustavo e Rafaella
Foto: arquivo pessoal







Também pai pela segunda vez, o vigilante Tairone Teixeira descreveu a sua sensação: 
"A sensação é a melhor possível. Mudou a minha forma de pensar e agir completamente. Meu filho Gustavo, nasceu em 2015 e agora, em 2018, no dia 8 de maio, nasceu a Rafaella. Estou muito feliz", comentou.


Cris e esposa com a pequena Antonela

O empresário Crisander Goularte que também foi pai este ano e, mesmo com o sucesso nos negócios, onde abriu recentemente sua nova loja, encontrou em Antonela a realização do seu maior sonho: ser pai de menina. 
"Cara, uma sensação maravilhosa. Um sonho realizado, ainda mais sendo pai de menina, sempre sonhei com isso. A ficha só cai mesmo, depois que nasce, que tu vê, tu olha, tu toca, cheira, enfim. É uma mistura de sentimentos", destaca Goularte que - todo orgulhoso - ressalta que a sua filha saiu a sua cara e aconselha, quem ainda não foi pai, a ser. 
"Tu olhar para aquele serzinho é algo indescritível. Sem dúvida, a melhor sensação para um homem é ser pai, é algo divino e aconselho a quem ainda não é pai, a ser um dia. Acordar todos os dias e ter aquele anjinho sorrindo ou chorando é emocionante", destacou.