Últimas notícias

São Gabriel perde Paulo Forgiarini

Após mais de um ano e meio em luta pela vida, morreu por volta do meio-dia desta quarta-feira (5) aos 60 anos, o médico e ex-secretário da Saúde Paulo Fernando Forgiarini. Ele estava internado por consequências de um infarto sofrido em fevereiro do ano passado. O corpo de Forgiarini está sendo velado na Capela Nobre da Funerária Santa Rita e o sepultamento será às 10 horas da manhã desta quinta-feira, 6 de agosto.
Nascido em Catuípe em 29 de abril de 1958, se estabeleceu em São Gabriel após se formar e se tornou um dos mais respeitados e conceituados médicos clínicos geral e obstetra da cidade e região. Não houve quem não tivesse filhos que tiveram seu nascimento pelas mãos do profissional. Foi presidente da Associação Médica de São Gabriel e logo após, Secretário da Saúde em três gestões do Prefeito Rossano Gonçalves - 1997 a 2000, 2000 a 2004 e 2008 a 2012.
Implementou muitas políticas de saúde, como a criação do Pronto Atendimento 24 Horas, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o convênio com a Santa Casa de Caridade, entre várias ações e parcerias. Ele recebeu o título de cidadão gabrielense da Câmara de Vereadores, por proposição do vereador Clóbis Licurgo Saccol dos Santos (Bobi), atual Procurador Jurídico do município. Foi candidato a Prefeito pelo PDT nas eleições de 2004, obtendo 15.460 votos, mas não conseguiu vencer a Balbo Teixeira, na época no PFL (hoje Democratas).
Tentou concorrer novamente em 2008, mas o clamor fez com que Rossano Gonçalves voltasse a disputar o pleito. Ele se desfiliou do PDT em 2016 e ingressou na Rede Sustentabilidade, mas teria saído logo após. Em fevereiro de 2017, após almoçar, Forgiarini teve um mal súbito e foi socorrido por familiares e os Bombeiros, ficando internado até então.
A Prefeitura decretou luto oficial de três dias por seu falecimento. O prefeito Rossano Gonçalves ressaltou a contribuição dada por Paulo Forgiarini ao desenvolvimento da saúde básica de São Gabriel. “Foi um brilhante secretário, competente, firme. Transformou a rede pública, criando a maioria dos postos de saúde existentes hoje, implantou a SAMU, o Pronto Atendimento 24 Horas, firmou convênios com universidades, implantou sob minha coordenação o convênio com a Santa Casa de Caridade. Mais de 70% de tudo que existe na rede pública municipal de Saúde em São Gabriel, tem a mão e a determinação férrea dele”, ressaltou, de acordo com informação da Diretoria de Comunicação da Prefeitura.
Deixa a esposa Maria Elizabeth e os filhos Daniele, Betiele, Thomás e Matheus. Sua perda é lamentada pela comunidade gabrielense com várias mensagens de pesar, principalmente de suas pacientes que expressaram a gratidão pelo nascimento de seus filhos, pelas mãos do médico e também tristeza por sua perda. A comunidade gabrielense está de luto.

Nenhum comentário