sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Centros de Referência em Assistência Social fortalecem ações de integração humana

Assim como na rede de Saúde os serviços de atenção básica são oferecidos pelas Unidades Básicas ou Postos de Saúde, na Política de Assistência Social os serviços referenciais são ofertados através dos Centros de Referência, chamados de CRAS, que são os “postos” da Política Pública de Assistência Social. A pasta, que é comandada pela vice-prefeita Karen Lannes, tem investido no fortalecimento das ações de socialização e convivência empreendidas nos CRAS, como demonstram os serviços oferecidos pelo CRAS Menino Jesus e CRAS Zona Oeste.

No CRAS Menino Jesus, que funciona no Centro Social Urbano, a equipe liderada pela assistente social Elisabete de Oliveira empreende uma série de atividades, como as oficinas de Apresentação e Imagem, Reciclagem e os “4 R’s”, todas em parceria com o SENAC, e a oficina de costura pela professora Iraci Pereira Custódio, além dos serviços externos de atividade física no salão da Comunidade São Francisco de Assis, no bairro Independência, e atividade física e artesanato no Círculo Operário. Dois novos serviços são o projeto de reutilização de banners e cartazes na confecção de sacolas sustentáveis, ministrado pelo acadêmico da Unipampa Elton Danilo Pereira na oficina de costura, e a futura oficina de grafitagem, que busca combater a pichação com o uso da arte. 
No CRAS Zona Oeste, a equipe coordenada pela assistente social Mariúza Saraiva, promove a oficina 4R’s em parceria com o Senac, oficinas de artesanato e música, como o Coral “CRAS em Canto”, e também atividades externas na Comunidade Católica Jesus Cristo Libertador, no bairro Passo da Lagoa, na Igreja Evangélica O Senhor É Nosso Rei no bairro Pomares, e atividades físicas com idosos e outros grupos no Ginásio Poliesportivo da Escola Marques Luz. “Estas ações com as famílias são fundamentais, pois fortalecem os laços de convívio e previnem problemas sociais os mais diversos. O tratamento digno ao ser humano. O Rossano e eu, quando assumimos a gestão, priorizamos focar no cuidado com quem mais precisa”, ressalta Karen Lannes.