terça-feira, 9 de outubro de 2018

Eleições 2018: Qual a posição das principais lideranças locais neste segundo turno

Uma pergunta que muitos leitores fazem é: o fulano apoia quem no segundo turno? E para saber a posição das principais lideranças locais, o Coluna Ponto de Vista foi às ruas ouvir os principais nomes da política gabrielense.



Na noite desta segunda-feira (8), o Prefeito Rossano Gonçalves se manifestou nas redes sociais sobre seu posicionamento no segundo turno das Eleições 2018. Em um vídeo veiculado na sua página oficial, Rossano declarou que apoiará Jair Bolsonaro (PSL) para Presidência e José Ivo Sartori (MDB) para o Governo do Estado e declarou seus motivos.

Referente ao Governo do Estado, Rossano defendeu o voto em Sartori pela experiência e porque ele sabe como "arrumar a casa" no Rio Grande do Sul e que entregar o Governo para alguém inexperiente, se referindo à Eduardo Leite, seria arriscado e colocaria a recuperação do Estado à perder. "Não se pode entrar numa aventura de um jovem, bem apresentado, mas que não tem um plano sólido de Governo. Sartori pegou um Governo endividado e é preciso quebrar paradigmas de não reeleger governadores, impedindo assim uma recuperação do Estado. Por isso apoio Sartori", anunciou.
Em referência à disputa da Presidência, Rossano afirmou que votará em Bolsonaro porque ele representa esperança de mudança no País e que reconduzir o PT ao poder seria um desastre, afirmou. "É hora de nós deixarmos de sermos pautados pela grande imprensa que divide o País em esquerda e direita; não há isso. O PT se chegar ao poder, vai libertar o Lula, soltar os políticos presos pela Lava Jato, fazer cada petista mais rico e fazer o povo pobre ficar mais pobre. E que direita existe? Será que todo brasileiro é direitista? Temos duas propostas: a volta de quatorze anos de corrupção e do outro lado, uma esperança. Vamos tomar posição e não ficar em cima do muro", finalizou.

Rossano disse que a decisão partiu de uma reunião com a executiva municipal e que deixou claro que não vão votar a cabresto, em referência a um possível apoio da Executiva Nacional a Fernando Haddad, visto que segundo Gonçalves, a campanha para Ciro Gomes e Jairo Jorge foi feita no primeiro turno e, como seu partido não obteve êxito, precisa se posicionar.



OUTRAS LIDERANÇAS MANIFESTARAM SEU APOIO AO 'GRINGO" E A BOLSONARO
O ex-prefeito Balbo Teixeira também manifestou apoio a José Ivo Sartori e a Jair Bolsonaro no segundo turno. A candidata ao Senado, Sandra Weber, e a vice-prefeita Karen Lannes, do Solidariedade, também repetirão a dobradinha. "Embora não tenha saído ainda a posição da Estadual já me manifestei a respeito", disse Lannes.
Em relação ao PT local, não obtivemos ainda a confirmação oficial, entretanto, algumas lideranças informaram que o partido deverá apoiar Sartori, no Estado, e obviamente, Fernando Haddad, seu candidato a Presidente.

BINA E EVARISTO SÃO EDUARDO LEITE
Além dos tucanos Maninho, Marcos Mec, Chiquinho e outros nomes do PSDB, o grupo de apoiadores de Eduardo Leite, terá, mais uma vez, o reforço do candidato a Deputado Estadual mais votado de São Gabriel, o médico Giancarlo Bina, da Rede Sustentabilidade, que também apoia Bolsonaro.
"Desde o primeiro turno, já temos esta parceria com o PSDB para elegermos o Leite. Será muito importante para a cidade a vitória dele, pois teremos muitas portas abertas com ele", manifestou Bina que o foi mais votado de seu partido na eleição de domingo.
O candidato a Deputado Federal Evaristo de Oliveira, do PPS, tem a mesma posição: "O partido já é coligado com o Eduardo Leite e a posição nossa para Presidente da República é apoiar Jair Bolsonaro", disse.
O Coluna Ponto de Vista também conversou com lideranças do Progressistas que, informaram que no âmbito local vão apoiar Sartori e a nível estadual, a determinação é apoiar Eduardo Leite.
Já o PV, segundo o candidato a deputado Estadual, Cleber Giovane ainda não definiu a sua posição.