terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Bem-estar animal: em um ano, 294 atendimentos em animais

A conquista da criação do Programa Municipal de Atendimento a Animais Abandonados, um antigo sonho dos defensores da causa do bem-estar animal oficiliazado através da Lei Municipal 3.865, assinada em 12 de setembro do ano passado, permitiu ao Poder Executivo Municipal custear 294 diferentes procedimentos em animais abandonados, desde a assinatura dos primeiros convênios com veterinários, no começo de 2018. Os dados são da Secretaria Municipal da Saúde, comandada pelo médico Ricardo Lannes Coirolo. 
A lei permite ao Município conveniar com consultórios veterinários para realização de diversos procedimentos em animais abandonados, encaminhados pelas ONGs Amigo Bicho e Anjos de Pelo. O processo legal de contratação permitiu ao Município credenciar os consultórios dos médicos veterinários Fernanda Falcão, Cristine Nunes e Edson Ferreira, que realizam os procedimentos encaminhados através das ONG’s.
De março a outubro deste ano, o Programa de Atendimento a Animais Abandonados cobriu 294 procedimentos, entre consultas, cesárias, remoção de nódulos, suturas, mastectomias e diversos outros, além de cobrir 220 pernoites de animais nos consultórios para recuperação. Até aqui, já foram liquidados R$ 22 mil nestes procedimentos, de um investimento realizado de R$ 40.500,00.
O prefeito Rossano Gonçalves ressalta que este programa foi um dos compromissos apresentados ao povo gabrielense ainda durante a campanha de 2016, e que para a formatação do projeto, teve o apoio e contribuição técnica de agentes públicos como a vereadora Flávia Batista (Progressistas). Na segunda-feira desta semana, o prefeito ressaltou o pioneirismo do programa durante visita da deputada estadual Regina Becker Fortunati (PTB), ativista da causa animal. “O bem-estar dos animais é uma demanda legítima da população, além de ser uma questão de saúde pública. Temos muita felicidade de que este programa tenha sido implantado em nossa gestão e esteja em pleno funcionamento”, ressaltou.