PROCURE UMA NOTÍCIA AQUI:

segunda-feira, 22 de abril de 2019

Rossano diz que postagens sobre não poder assinar contratos não procedem

Desde que o Prefeito Rossano Gonçalves pediu licença para cuidar de assuntos pessoais e com a vice Karen Lannes assumindo, um assunto tem dado o que falar nas redes sociais. Em postagem do ex-prefeito Balbo Teixeira este afirmou que Rossano não poderia assinar contratos por estar condenado por improbidade administrativa, por isso se licenciou para que a vice assinasse os contratos de financiamento de R$ 5 milhões com o Badesul e de R$ 1 milhão com o BRDE.
Rossano, na manhã de hoje, se manifestou e disse que as postagens são infundadas e que tratam-se de querer antecipar o debate eleitoral.
"Depois de alguns dias tratando de questões pessoais e de convívio familiar, reassumi nessa Páscoa a prefeitura, e agradeço minha vice Karen Lannes por mais uma vez conduzir de forma serena os assuntos da gestão, dentre eles a assinatura do protocolo de intenções com o Badesul, que assegura um investimento de R$ 5 milhões com Badesul e R$ 1 milhão com BRDE. Meses e meses de trabalho de todo o governo foram coroados com sua assinatura.
Essa transição, que deveria ser uma prática normal da nossa vida pública, rendeu críticas e insinuações absurdas de alguns personagens que de tempos em tempos ressurgem para assombrar São Gabriel. Uma história fantasiosa de embriagados, repercutida pelo ex-prefeito que tantas vezes derrotei, dizia que eu me licenciei do cargo porque estaria impedido de assinar um convênio com o Estado. Se existisse qualquer impedimento desse tipo, eu nem poderia estar no cargo de prefeito. 
Eu já estava com a licença marcada quando a data da cerimônia foi informada, portanto, nada mais justo que ela participasse do ato como prefeita. Meu adversário, quando prefeito, sempre desprestigiou e desvalorizou seus vices, a ponto de fazer uma lei para não precisar passar o cargo ao se afastar do Estado por menos de 15 dias, e não pode mesmo achar natural essa relação respeitosa. Eu transmito o cargo para minha vice com tranquilidade, sempre que precisar, porque já chega de São Gabriel ser prejudicada por mesquinharias e baixezas políticas. 
Tudo isso é desespero para antecipar o debate eleitoral, mas o povo gabrielense não é bobo e sabe que mais mentiras virão. Eu estou preocupado em administrar São Gabriel, e não darei palanque a um derrotado político, que venci em 2000, em 2008, e agora em 2016 como vice. E venci também em 1989, como vereador, quando ajudei a derrubar uma lei que ele aprovou no ano anterior para se aposentar como prefeito, impedindo seu sonho dourado de ganhar um alto salário à custa da previdência do Município. Talvez venha daí sua mágoa. 
Faço esse esclarecimento necessário, apenas em respeito à minha comunidade, que me conhece. Ao trabalho, porque ainda tem muita notícia boa pela frente", declarou Gonçalves em suas redes sociais.