PROCURE UMA NOTÍCIA AQUI:

quinta-feira, 20 de junho de 2019

Estudo demonstra que queda no comércio é resultado da crise nacional

O desaquecimento das vendas para o comércio local neste princípio de outono é um reflexo da conjuntura adversa da economia nacional, bem como das incertezas políticas em torno da votação de reformas como a da Previdência. O diagnóstico é de um estudo feito pela equipe técnica da Secretaria Municipal de Desenvolvimento, Turismo e Cultura, entregue pela secretária Juliana Medeiros, na manhã desta quarta-feira,19 de junho, ao prefeito Rossano Gonçalves. 
O estudo consistiu em uma Análise de Campo sobre a crise econômica no segmento do Comércio e suas variáveis, com entrevistas coletadas no período de 02 de maio a 10 de junho. Foram pesquisadas 126 empresas dentro da "Zona Azul" do Estacionamento Rotativo e 42 empresas fora deste perímetro. A queda de vendas foi igual para empresas fora e dentro da área de estacionamento pago, ficando na média de 30%. "Este percentual é condizente com cidades diversas do Estado, como os municípios do Consórcio do Desenvolvimento do Pampa Gaúcho, do qual sou presidente", ressaltou o prefeito.
O material aponta como fator principal do desaquecimento de todos os segmentos econômicos, a conjuntura nacional, e no caso específico do Comércio, as altas temperaturas do outono atrapalham as vendas de roupas e produtos da estação. 
O Chefe do Executivo afirma que o estudo demonstra que fatores de ordem municipal tem interferência praticamente nula no fenômeno. "Entendo que este cenário só começará a ser rompido quando da aprovação da Nova Previdência, desde que incluídos os Estados e Municípios, possibilitando a retomada do crescimento da economia, o que terá impacto direto na recuperação do Comércio", ressaltou.