PROCURE UMA NOTÍCIA AQUI:

sábado, 15 de junho de 2019

Manifesto contra a reforma da previdência reúne mais de 300 pessoas em São Gabriel

Com o objetivo de distribuir material, panfletos e cartilhas contra a reforma da previdência e contra aos cortes na educação, mais de 300 pessoas participaram dos atos de greve nesta sexta-feira, 14, em São Gabriel e em todo o Brasil.
Segundo informações dos participantes, mais de 3000 mil panfletos e cartilhas contra a reforma da previdência foram distribuídos para os motoristas que passavam pela rodovia.
À noite, uma aula pública e sarau artístico ocorreu na Praça Dr. Fernando Abbott.







As atividades contaram com a participação dos sindicatos da alimentação, rodoviários, comerciários e saúde, e ainda com a presença de acadêmicos e servidores da Unipampa, professores estaduais e dirigentes do Cpers-Sindicato. Também deram apoio ao movimento os assentados do Assentamento Cristo Rei.
Parte da BR-290 foi liberada pela PRF – Polícia Rodoviária Federal para a distribuição de panfletos. O trânsito de veículo foi coordenado pelos policiais. Uma das faixas foi mantida aberta para a passagem de caminhões.

POLICIAMENTO DE FORA
Policiais Rodoviários de fora do Estado participaram da operação na manhã de hoje. A maioria deles é do Estado do Amapa. Além deles, equipes da Brigada Militar – com veículo colocados estrategicamente em pontos de acesso a BR – participaram das ações.
Não foram registradas ocorrências em São Gabriel. Em outras regiões, o clima ficou bem mais quente.
Órgãos de segurança contabilizam 75 pessoas detidas no Rio Grande do Sul devido às manifestações desta sexta-feira. O maior número se refere a Porto Alegre: 51 manifestantes foram encaminhados pela Brigada Militar à Polícia Civil — o motivo foi a obstrução da saída de ônibus da Viação Teresópolis Cavalhada, na Zona Sul, no início da manhã.
Além da Capital, há detidos pela BM em Pelotas (10), Sapucaia do Sul (6), Canoas (4), Alvorada (1) e Cachoeirinha (1). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) deteve duas pessoas e apreendeu veículos em Eldorado do Sul — manifestantes queimaram pneus e danificaram o asfalto no Km 127 da BR-116.
Em Caxias do Sul, uma adolescente de 16 anos em trabalho de parto teve a passagem impedida pelos manifestantes.
O fato aconteceu no km 146 da BR 116. Ela e sua família foram impedidos quando se deslocavam com urgência para o hospital. Apesar do apelo da família, os manifestantes não liberaram a passagem do seu veículo. Desesperada com a situação, a família acionou uma equipe da Polícia Rodoviária Federal, que prestou assistência inicial ao parto e escoltou a jovem até o Hospital Geral, onde foi internada.

DOIS FORAGIDOS ERAM PROCURADOS 

A Brigada Militar procurava dois foragidos da justiça quando interceptou três ônibus, na manhã desta sexta-feira (14), antes do ato de protesto contra a reforma da previdência e corte de recursos na educação. O comandante do Esquadrão de São Gabriel, Capitão Magno Almeida de Siqueira, informou a existência de uma denúncia anônima que levou a execução de uma operação mais elaborada, com a revista e identificação de todos os passageiros dos ônibus que traziam pessoas para o ato público. 
Três ônibus foram parados antes mesmo de chegarem ao trevo de acesso à cidade. Um deles, teria sido contratado para transportar colonos que residem no Assentamento Cristo Rei. Outras dois seriam coletivos que fazem a linha normal – interior/São Gabriel. Não foram localizados os foragidos.