Secretaria da Saúde prorroga vacinação até o dia 12 de dezembro

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) prorrogou a Campanha de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo até o dia 12 de dezembro. Em São Gabriel, as imunizações ficaram abaixo da média projetada confirmou o setor de vacinas. Os números oficiais, até o meio dia de sexta-feira, davam um percentual de 73% para sarampo e 70% para Pólio. O objetivo é atingir 95% do público-alvo (crianças menores de 5 anos), estimando em 3.070 contra sarampo (maiores de 1 anos) e 3.455 contra pólio (maiores de 6 meses).
A Campanha continua nas UBS’s PAM, Nosso Sonho, Zona Oeste, Caic, Independência e Bom Fim, e ainda no Centro de Saúde, em frente ao Hospital de Santa Casa de Caridade em horário normal de funcionamento das Unidades. 
Até agora, o Rio Grande do Sul teve 74,5% delas vacinadas para a pólio e 72,9% para sarampo. Isso representa cerca de 830 mil aplicações. A orientação aos pais e responsáveis é para que levem junto a caderneta de vacinação e que, mesmo quem estiver com as vacinas em dia deve receber as doses. Casos de alergia a leite de vaca devem ser informados aos profissionais de saúde.

PÓLIO
A poliomelite (também chamada de paralisia infantil) não tem casos registrados no Brasil desde 1990. Contudo, como seguem ocorrências em alguns países na Ásia e África, ainda faz-se necessária manter elevada cobertura vacinal de forma homogênea em todos os municípios para evitar a reintrodução do vírus selvagem no país.
A pólio é uma doença infecto-contagiosa de origem viral, caracterizada por quadro de paralisia flácida de início súbito, principalmente nos membros inferiores. Sua transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pelas vias fecal-oral ou oral-oral (através de gotículas ao falar, tossir ou espirrar). Não existe tratamento específico, todas as vítimas de contágio devem ser hospitalizadas, fazendo tratamento de suporte.

SARAMPO
No Brasil, os últimos casos de sarampo ocorreram no ano 2000 e, desde então, os casos registrados foram importados ou relacionados à importação. Entretanto, em 2013 e 2014, foram registrados 596 casos da doença no país, com maior concentração nos estados de Pernambuco (224) e Ceará (365). No Rio Grande do Sul, os últimos casos foram em 2010 e 2011, com 8 e 7 casos respectivamente.
O sarampo é uma doença infecciosa aguda, grave, transmissível e extremamente contagiosa, muito comum na infância. Caracteriza-se por febre alta (acima de 38,5°C), tosse, coriza, conjuntivite e pequenos pontos brancos que aparecem na mucosa bucal. A transmissão ocorre diretamente, de pessoa a pessoa, geralmente por tosse, espirros, fala ou respiração.