A estreia de Paola Campos no Coluna Ponto de Vista

Paola Campos
Nutricionista e colunista do site

Comer sem culpa
A reeducação alimentar é um dos desejos mais visíveis na população, porém, não é o mais fácil; para que isso aconteça, é preciso ter perseverança e pensar em longo prazo, a gama de benefícios à saúde que isso irá trazer à pessoa. 
É alimentar-se de uma forma saudável, equilibrada e natural, através da adoção de novos hábitos alimentares, em que se pode comer de tudo, sem privações e sacrifícios, com prazer, sem privar-se da vida social e, ainda ter um melhor controle do peso corpóreo. 
Ao adotar uma vida saudável, a pessoa fica menos suscetível às doenças crônicas; e para quem deseja, é um ato simples, não pense que você deverá parar de comer tudo o que gosta para então ser saudável, ou comer apenas frutas e alimentos light e integral, pois a premissa é falsa.
Muitas vezes nos sentimos atraídos por dietas que parecem fazer milagres, que prometem um emagrecimento rápido e aparentemente fácil. Porém, o que não cuidamos é que há restrição alimentar e isso faz com que o organismo fique em situação de risco nutricional. 
Por exemplo, algumas destas dietas dão resultados rápidos, justamente por serem restritas em quantidades de alimentos, mas com o tempo há desistência tanto por se tornar algo cansativo de seguir como por já ter apresenatdo uma perda, muitas vezes, significativas, de peso na balança. Efeito ilusório, pois rapidamente este “peso” é recuperado, conhecido como o famoso efeito sanfona, trazendo então prejuízos ao organismo.
Sendo assim, a importância de reeducação alimentar se dá pelo processo de mudança de hábitos e conscientização do que faz bem, sem comprometer sua saúde.
Com pequenas mudanças na conduta alimentar, é possível consumir alimentos saudáveis, saborosos e até mesmo obter um emagrecimento com sucesso, que é a grande busca popular atualmente. Embora seja um processo gradual.
Outro ponto interessante é que neste método não há restrição total de nenhum nutriente e não há grandes proibições. A individualidade de cada um é respeitada, assim como seus hábitos, preferências, cultura e características sócio-econômicas, já que quanto mais próximo de sua realidade mais fácil será o processo de mudança.
Portanto, reeducar-se implica em conhecimento dos alimentos, orientação por parte de um profissional capacitado, vontade de mudar hábitos e principalmente disciplina já que é um processo a ser mantido por toda a vida.
Procure um profissional capacitado e mude seu estilo de vida de uma forma mais saudável e sem riscos.